app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Cidades

Conselho rebate den�ncias de irregularidades em concurso

A presidente do Conselho Regional de Educação Física de Alagoas, Albanize Bomfim, afirmou, ontem, que as denúncias de irregularidades feitas por alguns candidatos dos concursos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, reprovados nos testes de aptidão físi

Por | Edição do dia 27/04/2002 - Matéria atualizada em 27/04/2002 às 00h00

A presidente do Conselho Regional de Educação Física de Alagoas, Albanize Bomfim, afirmou, ontem, que as denúncias de irregularidades feitas por alguns candidatos dos concursos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, reprovados nos testes de aptidão física, são completamente infundadas. Segundo ela, a aplicação dos testes de aptidão física foi feita por professores de educação física, a maioria professores universitários, licenciados pelo Conselho Regional de Educação Física. O órgão também foi responsável e fez a fiscalização de todos os testes. “Todos os critérios do teste foram colocados no edital, só que muitos candidatos não se preocuparam em se preparar para essa fase do concurso”. Os esclarecimentos foram dados durante uma entrevista coletiva convocada pelo secretário de Estado de Administração, Valter Oliveira, diante de algumas denúncias feitas pela OAB por candidatos que foram reprovados nos testes físicos. O resultado final dos exames médicos e de aptidão física dos candidatos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros foram publicados ontem no Diário Oficial do Estado. Listagem No Diário Oficial de ontem também foi publicada a listagem dos aprovados no Concurso da Polícia Civil, que deverão se apresentar na Academia de Polícia Civil no início da próxima semana. “Trata-se da última etapa do concurso, que é a participação no Curso da Academia de Polícia Civil”, explicou o secretário Valter Oliveira. A aula inicial do curso será no dia 2 de maio, com a presença do governador Ronaldo Lessa. “O curso tem carga horária de 360 horas e também é eliminatório”, adiantou o secretário. Sobre as liminares contra o resultado do psicotécnico, Valter informou que estão sendo analisadas caso a caso. Em relação às críticas feitas aos exames de aptidão física para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, Valter classificou como “irresponsáveis”.

Mais matérias
desta edição