app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

OAB � elogiada por congressos e homenagem a Pontes de Miranda

O Congresso de Direito Privado Constitucional e a VII Conferência Estadual dos Advogados - que fizeram parte das atividades organizadas pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Alagoas (OAB/AL), Escola Superior de Advocacia (ESA) e Instituto

Por | Edição do dia 27/04/2002 - Matéria atualizada em 27/04/2002 às 00h00

O Congresso de Direito Privado Constitucional e a VII Conferência Estadual dos Advogados - que fizeram parte das atividades organizadas pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Alagoas (OAB/AL), Escola Superior de Advocacia (ESA) e Instituto Pontes de Miranda (IPM) para lembrar os 110 anos do jurista alagoano Pontes de Miranda – foram encerrados ontem de manhã, no salão de convenções do Hotel Jatiúca. Desde o dia 23 de abril, Maceió se tornou a capital jurídica do País, recebendo nomes importantes do meio jurídico brasileiro. Para o presidente da OAB/AL, José Areias Bulhões, as atividades desenvolvidas pela Ordem, em parceria com a ESA e o IPM para marcar os 110 anos do jurista Pontes de Miranda, foram positivas não só pelo comparecimento significativo de conselheiros federais da Ordem, presidentes da Caixa Beneficentes dos Advogados, advogados, operadores de direito e estudantes, mas pelas deliberações tomadas durante o evento. “A OAB alagoana recebeu elogios pela organização e a recepção oferecida aos participantes”, destacou Areias. Ele ressaltou a importância da realização da Reunião do Conselho Federal em Maceió, que deliberou pela criação de uma comissão nacional para investigar os casos de corrupção no País. Outra decisão importante tomada na reunião foi a avaliação do ensino jurídico no Brasil pela Comissão de Ensino Jurídico da OAB, que vai propor modificações no currículo das faculdades de Direito. “O curso das escolas de Direito precisa se adaptar às novas realidades como a questão da informática, Internet, entre outras”. O ex-presidente da OAB/AL, desembargador Humberto Martins, foi um dos palestrantes no encerramento do Congresso de Direito Privado Constitucional. Ele abordou o tema Advocacia e Cidadania na visão de Pontes de Miranda. “Pontes de Miranda defendia que toda preocupação do direito deve estar direcionada ao homem, destacando-se a dignidade da pessoa humana, a liberdade, a democracia e, sobretudo, a fraternidade do homem em busca da paz”. Ele elogiou a iniciativa da OAB, da Escola Superior de Advocacia e do Instituto Pontes de Miranda em organizar as atividades em homenagem ao jurista alagoano Pontes de Miranda. “É uma demonstração de preocupação de todos esses órgãos com o aperfeiçoamento da cultura e a reciclagem profissional dos operadores de direito”. O diretor-jurídico da Organização Arnon de Mello, Djalma Mello, enalteceu a importância do evento realizado pela OAB para lembrar os 110 anos de Pontes de Miranda, “o maior jurista brasileiro”. “A OAB Alagoas está de parabéns pela organização deste congresso”.

Mais matérias
desta edição