app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5713
Cidades

M�es realizam Feira de Ora��o na Multieventos

A coordenadora do Projeto Débora, em Alagoas, oftalmologista Kilza Maris Costa, espera reunir 400 mulheres e 400 jovens evangélicos na I Feira de Oração que se realizará neste sábado na Praça Multieventos, na Pajuçara. “Vamos interceder por nossos filhos

Por | Edição do dia 27/04/2002 - Matéria atualizada em 27/04/2002 às 00h00

A coordenadora do Projeto Débora, em Alagoas, oftalmologista Kilza Maris Costa, espera reunir 400 mulheres e 400 jovens evangélicos na I Feira de Oração que se realizará neste sábado na Praça Multieventos, na Pajuçara. “Vamos interceder por nossos filhos e por toda a mocidade brasileira (cerca de 40 milhões de adolescentes e jovens), durante sete horas, para que Deus os livrem das drogas, da imoralidade, da incredulidade e das demais formas de pressões que o mundo oferece”, explica a oftalmologista Kilza Maris. O Projeto Débora, segundo sua coordenadora, é um movimento de mulheres que surgiu do desejo de mães evangélicas de orarem por seus filhos e que tem se multiplicado em todo o mundo com súplicas para que Deus levante uma geração de jovens com o coração cheio do espírito e comprometida com os princípios éticos do cristianismo. As “Déboras” reúnem-se em grupos, em igrejas, comunidades, residências ou em qualquer outro local para interceder por seus filhos. “As súplicas por nossos filhos têm dado os melhores frutos”, avalia a oftalmologista Kilza Maris Costa. “Mais de 400 jovens do Geração Compromisso e da Mocidade para Cristo do Brasil confirmaram presença na Praça Multieventos, das 10 às 17 horas deste sábado, para orarmos juntos por todos os jovens brasileiros e pela paz em nosso Estado”, prosseguiu a coordenadora do movimento em Alagoas, convidando todas as mães - evangélicas e não-evangélicas - para participarem da Feira de Oração. A feira é diferente daquelas em que as pessoas vão com dinheiro, cheque ou cartão de crédito para adquirir alimentos ou outros bens de consumo. “Na Feira de Oração, as mães vão poder comprar sem dinheiro e sem preço, levando para casa a bênção de Deus para seus filhos. Vamos clamar pelos filhos de Maceió, de Alagoas e do Brasil”, concluiu Kilza, que está trabalhando há seis meses com um grupo de Déboras na organização do evento.

Mais matérias
desta edição