app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Cidades

OPERAÇÃO CURUPIRA APREENDE MAIS DE 300 AVES SILVESTRES EM ALAGOAS

As ações foram intensificadas entre os dias 1º e 7 de novembro, resultando em R$ 88 mil em multas

Por ANNA CLÁUDIA ALMEIDA* | Edição do dia 10/11/2023 - Matéria atualizada em 10/11/2023 às 04h00

Mais de 300 aves foram apreendidas durante a 24ª edição da Operação Curupira, realizada pelo Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL) e Batalhão de Polícia Ambiental (BPA/AL), sob a coordenação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). As ações foram intensificadas entre os dias 1º e 7 de novembro, aplicando R$ 88 mil em multas por infrações ambientais.

Além das 306 aves, também foram apreendidos dois jabutis, cerca de 360 gaiolas e alçapões, carcaças de tatu, 11 armadilhas do tipo tatuzeira, nove espingardas e um revólver. Vale frisar que as armadilhas foram destruídas no local e as armas de fogo foram recolhidas pelas equipes do BPA/AL.

Os animais encontrados foram levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), em Maceió, onde vão receber cuidados veterinários e, os que estiverem aptos à soltura, retornarão para a natureza.

Os municípios alvos da operação fazem parte da Área de Proteção Ambiental de Murici, que contempla Murici, Messias, Branquinha, União dos Palmares, São José da Lage, Ibateguara, Colônia Leopoldina, Nova, Joaquim Gomes e Flexeiras.

Algo que sempre chama a atenção das equipes é o grande número de apreensões de aves silvestres em situação de cativeiro ilegal. Outra problemática também encontrada na região é a caça predatória, uma prática que ameaça a biodiversidade e desequilibra o ambiente.

Diante disso, a população pode colaborar com os órgãos ambientais denunciando através do aplicativo IMA Denuncie, para o Batalhão de Polícia Ambiental pelo número: (82) 98833-5879 ou para o ICMBio: (81) 99147-6666.

* Com informações da assessoria.

Mais matérias
desta edição