app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Cidades Após a invasão, a Casal conseguiu restabelecer a oferta de água do sistema da Bacia Leiteira

ROUBO DE EQUIPAMENTOS PODE TER SIDO REPRESÁLIA

.

Por ROGÉRIO COSTA | Edição do dia 11/11/2023 - Matéria atualizada em 11/11/2023 às 04h00

Na última quarta-feira (8), o fornecimento de água na Bacia Leiteira sofreu uma interrupção no abastecimento, o que também fez o trabalho de fiscalização não acontecer, consequência de uma ação de criminosos, quando funcionários da adutora responsável pelo fornecimento foram rendidos, seus pertences, roubados, além de cabos e componentes elétricos vitais para o funcionamento da estação subtraídos.

A polícia busca os autores do ataque e uma das linhas de investigação tenta descobrir se o roubo seria um ato em represália contra a operação.

Após a invasão, a Casal conseguiu restabelecer a oferta de água do sistema da Bacia Leiteira somente na madrugada desta quinta-feira (9), realizando a retomada das operações. 18 municípios tiveram o fornecimento de água prejudicado.

Segundo Eleide Gomes, coordenadora comercial da Casal, as situações flagradas pela força tarefa foram registradas e os autores das infrações vão responder judicialmente. Ela também confirmou que a primeira etapa da ação foi encerrada nesta sexta-feira (10), e que na próxima semana será feito um balanço das ações com o resultado da primeira etapa da operação, adiantando que os flagrantes registrados pela equipe resultaram em medidas judiciais através das empresas responsáveis pela operação.

Entre os flagrantes feitos, o caso de um balneário, em Olho d’água das Flores, que teve o fornecimento de água desligado durante a ação por conta de uma ligação irregular feita diretamente em uma adutora próxima. Um dia após a ocorrência, por conta própria, o infrator refez a ligação e foi mais uma vez autuado.

Houve também o caso de uma pessoa que utilizava uma ligação irregular para irrigar o gramado de um campo de futebol.

A Casal está disponibilizando um número de contato para denúncias de irregularidades pela população, bastando o denunciante ligar para 0800 082 0195. RC

Mais matérias
desta edição