app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Cidades Aliança Comercial de Maceió ainda não divulgou o desempenho do comércio na Black Friday, ocorrida na sexta-feira (24)

LOJAS DO CENTRO DE MACEIÓ ABREM AOS DOMINGOS EM DEZEMBRO

Segundo Aliança Comercial, a inciativa é para que o consumidor realize as compras de Natal e Ano Novo

Por GRAYCE BERNARDINO | Edição do dia 28/11/2023 - Matéria atualizada em 28/11/2023 às 04h00

A partir do próximo domingo (1º), os maceioenses ganharam mais um dia para realizar compras antes da chegada de 2024. Isso porque as lojas do Centro de Maceió vão abrir as portas em todos os domingos do mês de dezembro.

A Aliança Comercial de Maceió informou, no entanto, que o horário de abertura das lojas será definido em breve. Aos sábados, as lojas também devem funcionar em horário estendido.

A inciativa é para que o consumidor realize as compras de Natal e Ano Novo, como também é voltada para as pessoas que não possuem tempo para comprar durante os dias da semana. O consumidor terá, assim, a possibilidade de aproveitar a diversidade e promoções.

A decisão da Aliança Comercial de abrir aos domingos acontece no dia em que a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontou um recuo de 1,9$ do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), que passou de 112,8 para 110,3 pontos em novembro.

Da mesma forma que ocorreu no mês passado, todos os indicadores do Icec registraram um resultado negativo em novembro. Entre os destaques da pesquisa, há o forte recuo de 5,4% na avaliação das condições atuais. Mesmo com as perspectivas mais pessimistas, porém, a CNC ressalta que a confiança se mantém no nível considerado satisfatório (acima dos 100 pontos).

O levantamento mostra que seis em cada 10 empresários percebem uma piora na atividade econômica e no desempenho das vendas, o que reflete nas incertezas do cenário atual, como explica o economista-chefe da CNC, responsável pelo levantamento do Icec, Felipe Tavares.

“O cenário está crescendo a taxas decrescentes, ou seja, existem melhoras mensais, mas a taxa de crescimento é menor, comparada ao mês anterior. Por isso, a percepção em relação às próprias empresas atingiu 99,8 pontos, retornando a um nível abaixo de 100 pontos, algo que não ocorria desde junho de 2023”, analisa.

“O risco fiscal, os juros ainda elevados e a possível majoração dos tributos, advinda da reforma tributária, por exemplo, são fatores que contribuem para um sinal de alerta para a atividade econômica do país. O índice que mede as expectativas futuras do empresário do comércio teve redução de 0,6%, sendo a maior queda desde abril de 2021”, avalia o presidente da CNC, José Roberto Tadros.

Apesar disso, o presidente da entidade aponta que os resultados das vendas da Black Friday e do Natal ainda podem animar os empresários do comércio.

Em Alagoas, a Aliança Comercial de Maceió ainda não divulgou o desempenho do comércio na Black Friday.

Mais matérias
desta edição