app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Cidades

Uesa condena reforma de escolas no per�odo de aula

O diretor da União dos Estudantes Secundaristas de Alagoas(Uesa), Heleno Alves, criticou ontem o fato de algumas escolas estarem fechadas para reforma em plena época do calendário escolar. Ele argumenta que a falta de planejamento, por parte do governo, c

Por | Edição do dia 03/05/2002 - Matéria atualizada em 03/05/2002 às 00h00

O diretor da União dos Estudantes Secundaristas de Alagoas(Uesa), Heleno Alves, criticou ontem o fato de algumas escolas estarem fechadas para reforma em plena época do calendário escolar. Ele argumenta que a falta de planejamento, por parte do governo, com a recuperação das escolas está prejudicando os alunos. “Mesmo havendo a reposição das aulas, há sempre um prejuízo porque os estudantes ficam em férias em épocas distintas. Não dá para fazer uma combinação de passeio com a família, um programa coletivo com estudantes de outras escolas, dificulta participar de eventos no grêmio estudantil, enfim, implica numa série de desarranjos”, observou Heleno. Segundo ele, as escolas Teonilo Gama, situada no bairro do Jacintinho, e Rodriguês de Melo, no bairro da Ponta Grossa, sequer começaram o ano letivo, devido à reforma na estrutura física. “Nós defendemos a melhoria das instalações físicas nos colégios, mas tudo deve acontecer no período de fé-rias, em dezembro e janeiro”, desabafou o diretor da Uesa. Quanto ao recadastramento dos estudantes, a Transpal prorrogou o prazo até o fim de maio. “Estamos lutando para garantir que pelo menos um funcionário da Secretaria de Educação do Estado seja deslocado para o posto da Transpal, em frente ao PAM_Salgadinho, facilitando o carimbo na ficha do recadastramento”, frisou. Heleno explicou que cerca de 95% dos estudantes já estão recadastrados e se encontram com a carteira em pleno uso. Mas um pequeno percentual de novatos ou pessoas que se transferiram para outras escolas estão com dificuldade de atualizar o cadastro. “É preciso resolver a pendência deles”, completou.

Mais matérias
desta edição