app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Cidades

Servi�os prestados querem mudar edital

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Francisco Lima, admitiu, ontem, que os prestadores de serviço da área estão satisfeitos com o adiamento das provas do concurso para fevereiro de 2003. Conforme Francisco Lima, o adiamento proporcionar

Por | Edição do dia 04/05/2002 - Matéria atualizada em 04/05/2002 às 00h00

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Francisco Lima, admitiu, ontem, que os prestadores de serviço da área estão satisfeitos com o adiamento das provas do concurso para fevereiro de 2003. Conforme Francisco Lima, o adiamento proporcionará mais tempo para os prestadores de serviço se prepararem para o concurso, além de dar oportunidade para eles buscarem outro emprego. Ele informou ainda que os servidores reprovados no concurso somente poderão se afastar de seus cargos após a nomeação e convocação dos candidatos aprovados, que acontecerá após o mês de fevereiro. Mesmo com o adiamento que favorece a categoria, Francisco Lima disse que está solicitando ao governo do Estado a alteração de dois itens do edital do concurso, que são a exigência de primeiro grau para cargos de serviços gerais, como lavadeira, servente, cozinheira; bem como a exigência de Ensino Médio, para o cargo de auxiliar de enfermagem, o qual, afirma, as secretarias de Educação e da Saúde, exige apenas o primeiro grau. Lima disse que o governo se comprometeu em encaminhar este mês um projeto à Assembléia Legislativa, solicitando a alteração dos itens apresentados pela categoria da Saúde.

Mais matérias
desta edição