app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5749
Cidades

Vegetal nativo pode ser industrializado

Mata Grande – As plantas xerófitas e xerófilas (nativas ou adaptadas ao semi-árido nordestino) podem ser industrializadas. Algumas delas, como o umbuzeiro, possuem propriedades desconhecidas para a maioria da população – o umbu é o sucedâneo da ameixa

Por | Edição do dia 05/05/2002 - Matéria atualizada em 05/05/2002 às 00h00

Mata Grande – As plantas xerófitas e xerófilas (nativas ou adaptadas ao semi-árido nordestino) podem ser industrializadas. Algumas delas, como o umbuzeiro, possuem propriedades desconhecidas para a maioria da população – o umbu é o sucedâneo da ameixa seca, possui a mesma composição química, apesar da coloração diferente. O faveleiro, que o sertanejo considera praga, embora sirva de alimento para o gado, contém 30% de gordura (semente) e pode ser industrializado para produção de óleo vegetal e na fabricação de sabão. “O faveleiro, como toda planta xerófita, desenvolveu sistema próprio de defesa contra os predadores. O espinho do faveleiro produz um líquido que, em contato com a pele, provoca comichões por vários dias. É a defesa da planta contra a ação predadora do homem”, ensinou o professor. “A semente do faveleiro produz um óleo fluido, levemente amarelado, com muitas características. Por exemplo: boa palatabilidade, baixa acidez livre, cor clara, turvação só em baixa temperatura, resistência à rancidez. É indicado como óleo alimentar”, defende o professor, lembrando a riqueza da flora do semi-árido.

Mais matérias
desta edição