app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Cidades

Professores param amanh� para for�ar negocia��o com governo

Os trabalhadores da rede estadual de Educação paralisam sua atividades amanhã em protesto contra a falta de negociação das reivindicações da categoria por parte do governo. A partir das 9 horas os profissionais farão um ato público em frente à Secretaria

Por | Edição do dia 07/05/2002 - Matéria atualizada em 07/05/2002 às 00h00

Os trabalhadores da rede estadual de Educação paralisam sua atividades amanhã em protesto contra a falta de negociação das reivindicações da categoria por parte do governo. A partir das 9 horas os profissionais farão um ato público em frente à Secretaria de Estado da Educação, no Centro, e em nova assembléia geral definirão os rumos do movimento. Segundo denuncia o sindicato da categoria, os professores estão tentando, sem sucesso, agendar uma audiência com o governador Ronaldo Lessa desde setembro do ano passado. “Só recebemos silêncio como resposta”, revela Lenilda Lima, presidente do sindicato. Entre as propostas que os trabalhadores querem discutir estão a correção do Plano de Cargos e Carreira (PCC), a reposição salarial, o Plano de Carreira para o pessoal administrativo e de apoio e a humanização da jornada de trabalho. Outro assunto que o Sinteal quer discutir com o governo e com o secretário de Educação, Marcos Vieira, é a insatisfação manifestada pelos concursados até agora não convocados, segundo eles, por desrespeito à ordem de classificação. A sindicalista avalia que uma das questões que agravam o problema é a política de contratação de monitores para suprir as carências na rede estadual de ensino. “Essas contratações têm trazido prejuízos concretos para a educação e agravará a situação do ano letivo de 2003”, revela Lenilda. Segundo a sindicalista, a categoria está mobilizada e pode desencadear uma greve.

Mais matérias
desta edição