app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Cidades

Ampal concorda em adiar elei��o para procurador

A diretoria da Associação do Ministério Público de Alagoas (Ampal), reunida na manhã de ontem em sua sede social, deliberou acatar a decisão do Colégio de Procuradores de Justiça que, através de lei complementar aprovada pela Assembléia Legislativa e sanc

Por | Edição do dia 11/05/2002 - Matéria atualizada em 11/05/2002 às 00h00

A diretoria da Associação do Ministério Público de Alagoas (Ampal), reunida na manhã de ontem em sua sede social, deliberou acatar a decisão do Colégio de Procuradores de Justiça que, através de lei complementar aprovada pela Assembléia Legislativa e sancionada pelo governador Ronaldo Lessa, no último dia 02, aditou a eleição para escolha do futuro procurador-geral, de maio para novembro do corrente ano. A justificativa do adiamento consiste na necessidade alegada pelo órgão colegiado, de promover a coincidência do início do mandato dos futuros procuradores-gerais com o início do ano fiscal, isso em 1º de janeiro do próximo ano. Com essa deliberação, a Ampal desautorizou todas as especulações sobre eventuais questionamentos judiciais sobre a nova lei, entendendo, por unanimidade, que a medida é benéfica à administração da instituição, além de não vislumbrar nela qualquer vício de ilegalidade. A sessão extraordinária foi realizada com a presença dos promotores Eduardo Tavares Mendes, Marcos Robson N. Costa, Maurício Amaral Wanderley, Márcio Roberto T. de Albuquerque, Afrânio Roberto P. de Queiroz, Delfino Costa Neto, Adilza Freitas e Manoel Carvalho de Lima Neto.

Mais matérias
desta edição