app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Cidades

Escola demolida vai ser transferida para antigo shopping

| GILVAN FERREIRA Repórter O secretário-executivo de Educação, José Márcio Lessa, reuniu ontem pais e alunos da Escola Estadual Governador Geraldo Bulhões, no Bom Parto, demolida há aproximadamente dois anos, para apresentar uma proposta final para gar

Por | Edição do dia 13/12/2005 - Matéria atualizada em 13/12/2005 às 00h00

| GILVAN FERREIRA Repórter O secretário-executivo de Educação, José Márcio Lessa, reuniu ontem pais e alunos da Escola Estadual Governador Geraldo Bulhões, no Bom Parto, demolida há aproximadamente dois anos, para apresentar uma proposta final para garantir o ano letivo dos mais de 600 alunos, que estavam matriculados na escola. Segundo o secretário, os alunos, que foram transferidos para escolas do Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (Cepa), terão a matrícula garantida para o ano letivo de 2006. Lessa disse que a escola não será reconstruída no mesmo local pois a área fica próxima a uma avenida que vai ser duplicada. A partir de janeiro os alunos deixam as escolas do Cepa e serão transferidos para o prédio da Escola Santa Terezinha, no Farol, alugado pela secretaria. Para evitar transtornos com o transporte dos estudantes do bairro do Bom Parto para o Farol, o secretário garantiu que todos os alunos matriculados terão o direito de acesso ao transporte escolar. Segundo José Márcio, essa solução é paliativa, pois a secretaria já estaria negociando a compra da parte do antigo Shopping Cambona, onde será construída a nova escola. “Nós já entramos em contato com o proprietário do prédio e iniciamos a negociação, que ainda vai passar por uma análise do setor de engenharia da Secretaria de Educação, além dos procedimentos burocráticos, como os pareceres da Procuradoria Geral do Estado. Não posso garantir quando a escola vai estar pronta, mas estamos tomando todas as providências para resolver esse problema; enquanto isso, os alunos serão transferidos para a Escola Santa Terezinha”, explicou José Márcio à platéia de mais de 200 pessoas, que lotou o auditório do Centro de Formação Profissional, no Cepa. Pais e alunos concordaram com a proposta do secretário. O líder da comunidade do Bom Parto, Rizonaldo da Silva, disse que a comunidade escolar estava preocupada com o risco de não ter acesso à escola. “Nós estamos preocupados com o destino dos alunos, mas aceitamos a proposta do secretário e vamos esperar a construção da nova escola na nossa comunidade”, disse.

Mais matérias
desta edição