app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5728
Cidades

MP aciona Estado por abandonar pr�dio

| CARLA SERQUEIRA Repórter A Associação Nacional de História (ANPUH) e o recém-criado Fórum alagoano Pró-Arquivos vão entrar hoje com uma Ação Civil Pública contra o governo do Estado. O motivo é a situação de abandono em que permanece o Arquivo Público

Por | Edição do dia 20/12/2005 - Matéria atualizada em 20/12/2005 às 00h00

| CARLA SERQUEIRA Repórter A Associação Nacional de História (ANPUH) e o recém-criado Fórum alagoano Pró-Arquivos vão entrar hoje com uma Ação Civil Pública contra o governo do Estado. O motivo é a situação de abandono em que permanece o Arquivo Público de Alagoas. Ontem, representantes das duas entidades, além de pró-reitores e procuradores do Ministério Público Estadual (MPE), visitaram o órgão e testemunharam a falta de condições para o seu funcionamento. O diretor regional da ANPUH, Sérgio Onofre, disse que o problema detectado é “falta de vontade política para investir na memória de Alagoas”. “O abandono existe há 40 anos. Nem o prédio tem mais condições de abrigar as documentações. Está caindo aos pedaços, com cupins e infiltrações por toda parte. Qualquer incêndio não deixaria sobrar nada”, completa Onofre, ao revelar que toda a vida política, social e cultural de Alagoas, desde quando ainda era província, está relatada nos documentos armazenados. “Com esta situação, a acessibilidade fica ameaçada. Tem documementos que datam do século XVII, mas que não podem ser manipulados. O ideal seria digitalizar todos os papéis com microfilmagens, mas para isso é preciso verba”, afirma. Diretor do Arquivo Público desde 1961, ano de sua fundação, Santana reconhece a má conservação do acervo. “Mas agora está melhor. Temos uma boa equipe de limpeza e até inseticidas que antes comprávamos com o nosso dinheiro”, revela. Além da ação movida contra o Estado, os representantes do Fórum Pró-Arquivos e da Associação Nacional de História vão tentar audiência com o secretário-executivo de Educação, José Márcio Lessa, cujo arquivo está veiculado; com a reitora da Ufal e com o governador de Alagoas no intuito de firmar parcerias.

Mais matérias
desta edição