app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

IAM lan�a livro sobre santu�rio cat�lico

REGINA CARVALHO Repórter Autoridades políticas e religiosas prestigiaram o lançamento do livro Caderno de anotações sobre uma obra de restauração, feito pelo vice-presidente do Instituto Arnon de Mello (IAM), Carlos Mendonça, ontem, no auditór

Por | Edição do dia 20/12/2005 - Matéria atualizada em 20/12/2005 às 00h00

REGINA CARVALHO Repórter Autoridades políticas e religiosas prestigiaram o lançamento do livro Caderno de anotações sobre uma obra de restauração, feito pelo vice-presidente do Instituto Arnon de Mello (IAM), Carlos Mendonça, ontem, no auditório da livraria Paulinas, no centro de Maceió. O livro mostra o processo de restauração do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Coqueiro Seco, erguido na metade do século XIX. “Há dez anos o Instituto Arnon de Mello vem fazendo o social e tivemos em 2005 a consagração, com a restauração desse templo católico”, ressaltou o vice-presidente do IAM. A solenidade de lançamento do livro foi marcada pela presença do ex-presidente Fernando Collor e de integrantes da direção da Organização Arnon de Mello (OAM). Com mais de cem páginas e quase a mesma quantidade de fotografias, a tiragem inicial do livro é de aproximadamente três mil exemplares. Parte do valor arrecadado com a venda será destinada à Casa Dom Bosco e ao Projeto Thalita. “A nossa expectativa é de que a sociedade conheça a obra. É uma sensação muito boa, de realização”, diz Carlos Mendonça. O vice-presidente do IAM reforça a iniciativa do ex-presidente Fernando Collor que, sensibilizado com a situação de abandono em que se encontrava o templo religioso, comprometeu-se a restaurá-lo. Dom Fernando Iório, também presente ao evento, destacou que o livro servirá para contemplação de turistas. “Carlos Mendonça é amigo de muitos anos. Esse livro é uma coisa fantástica e servirá como orientação turística”, destacou dom Fernando Iório. A presidente de honra da Organização Arnon de Mello, jornalista Ana Luísa Collor de Mello, ressaltou a importância da restauração do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios e do trabalho do Instituto Arnon de Mello. “Esse é o ponto de partida para outros projetos. Esse é um trabalho muito importante. Um legado”, destacou a presidente da OAM. “Verdadeiro milagre” A proprietária do terreno onde fica o templo restaurado, Auriete Lages Calado, qualificou o trabalho realizado pelo IAM como “um verdadeiro milagre”. “Foi algo que surgiu inesperadamente, depois de uma conversa que mantive com o presidente [Fernando Collor]. Acompanhei toda a restauração, que ficou maravilhosa. Foi um verdadeiro milagre de Nossa Senhora dos Remédios”, ressaltou Auriete Lages. Ela acrescenta que no último sábado houve um casamento e todos os domingos, sempre pela manhã, é realizada missa. “Antes só havia missa de ano em ano. É pouco falar em agradecimento ao presidente Collor, que em quatro meses realizou essa obra”, completa Auriete Lages. Depois de restaurado, o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios tem recebido visitas constantes. O vice-presidente do IAM mostrou 2.150 assinaturas de pessoas de várias localidades que visitaram a igreja. “Todas essas pessoas, que são de fora, vieram ver a igreja restaurada”, comemora Carlos Mendonça. “Sem nenhum fim lucrativo foi realizada essa restauração, que propiciou uma obra ímpar ao povo simples da região. E o lançamento desse livro é uma espécie de coroação dos esforços”, reforçou o monsenhor Celso Alípio Mendes.

Mais matérias
desta edição