app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

Volta �s aulas provoca impasse na Ufal

| REGINA CARVALHO Repórter Se depender dos professores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), as aulas serão retomadas somente no dia 2 de janeiro do próximo ano. Em assembléia realizada ontem foi comunicado oficialmente o fim da greve, iniciada no

Por | Edição do dia 20/12/2005 - Matéria atualizada em 20/12/2005 às 00h00

| REGINA CARVALHO Repórter Se depender dos professores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), as aulas serão retomadas somente no dia 2 de janeiro do próximo ano. Em assembléia realizada ontem foi comunicado oficialmente o fim da greve, iniciada no dia 27 de setembro. O impasse é em relação à data de retorno às aulas, que deverá ser decidido pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, que vai se reunir na próxima quinta-feira. O grupo é composto por mais de 20 representantes de todos os cursos da universidade, dos estudantes, técnicos- administrativos e administração central. A categoria não conseguiu avanço nas negociações com o governo federal e por isso resolveu deliberar pela volta ao trabalho. “O governo fechou as negociações e não conseguimos avanços, já que foi conseguido apenas 9,5% de reajuste em cima de gratificações”, declarou o presidente da Associação dos Docentes da Ufal (Adufal), Antonio Passos. De acordo com Passos, foi sugerido durante a assembléia que o retorno às aulas poderia acontecer no dia 2 de janeiro. “Recomendamos à Reitoria que a volta poderia acontecer em janeiro, por causa do recesso acadêmico e para que a reposição aconteça de forma integral”, detalhou o presidente. Ele completou, ainda, que se as aulas começassem agora poderia prejudicar alunos de outros estados que estudam em Alagoas. “Também recomendamos fazer uma retrospectiva do conteúdo dado no 1º semestre e que a Ufal faça uma ampla divulgação de que a greve acabou”, reforçou Antonio Passos. O secretário-geral da Adufal, Ailton Galvão, lembrou que os professores estão disponíveis a partir de hoje. “Devemos mandar um documento à Reitoria amanhã (hoje) informando sobre o fim da greve. A Reitoria quer o início imediato das aulas, mas nós acreditamos que isso causaria prejuízo. Sugerimos que a Reitoria retome as aulas de forma planejada. Mas é a posição da Reitoria que vai prevalecer”, disse. A pró-reitora de Graduação, Maria das Graças Medeiros, discorda dos professores. De acordo com ela, as aulas deveriam começar imediatamente. “No momento em que a greve foi suspensa, deveria haver o retorno das aulas. Agora quem decide é o conselho. Pela lógica já deveria ter aula esta semana”, explicou. ### Primeira etapa do PSS só em janeiro A Comissão Permanente do Vestibular (Copeve) iniciou ontem a entrega dos cartões para candidatos ao Programa Seletivo Seriado (PSS) 1, 2, 3 e ao vestibular. Haverá prorrogação da data de realização das provas da 1ª fase, marcadas inicialmente para dezembro. “Seria no final de dezembro, mas agora serão as duas fases em janeiro”, completou o secretário da Copeve, Zeuxis Emanuel. O início das aulas dos feras, marcado para março, também sofrerá alteração por causa da paralisação dos professores. “Essas aulas serão iniciadas somente em maio”, declarou a pró-reitora de Graduação da Ufal, Maria das Graças Medeiros. Os cartões do Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar foram os primeiros a serem entregues. 40 mil candidatos A Copeve informou que são mais de 40 mil candidatos ao PSS e vestibular do próximo ano. Prossegue hoje a entrega de cartões para os cursos de Administração, Agronomia, Arquitetura, Biblioteconomia e Zootecnia e vai até o dia 6 de janeiro. Os retardários devem procurar a Copeve nos dias 7 e 8. As provas da primeira fase serão nos dias 8, 9 e 10 de janeiro. |RC

Mais matérias
desta edição