app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5713
Cidades

Sem-terra interditam a BR-101 em Novo Lino

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores (MT) bloquearam, ontem, a rodovia BR-101, em um trecho próximo ao município de Novo Lino. Os sem-terra pedem mais agilidade do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no processo de desapropriação das

Por | Edição do dia 15/05/2002 - Matéria atualizada em 15/05/2002 às 00h00

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores (MT) bloquearam, ontem, a rodovia BR-101, em um trecho próximo ao município de Novo Lino. Os sem-terra pedem mais agilidade do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no processo de desapropriação das fazendas Belo Horizonte, em Novo Lino, Papuã e Santa Luzia, em São Luiz do Quitunde. Segundo o coordenador do MT, Valdemir Agostinho, as três prioridades rurais já foram vistoriadas pelos técnicos do Incra e consideradas improdutivas. “A Papuã e a Santa Luzia já tiveram, inclusive, avaliadas quanto o preço, mas o Tesouro Nacional não está querendo liberar a verba para a compra dos imóveis”, explicou. Valdemir Agostinho disse que o processo da Belo Horizonte também está parado em Brasília. “Nesse caso ainda não foi feita nem a avaliação da propriedade. O governo federal está impedindo o processo de desapropriação”, ressaltou. O coordenador do MT denunciou ainda a direção do Incra de estar perseguindo o movimento. “Estamos sempre fazendo manifestações para obter nossas terras e isso está fazendo com que eles sejam morosos com nossos processos. Ano passado não tivemos nenhuma família assentada”, frisou. O bloqueio da BR-101, em Novo Lino, causou grande congestionamento na região. Os homens da Polícia Rodoviária Federal tiveram que desviar o trânsito pelo município de União dos Palmares. Até o fim da noite de ontem, a rodovia ainda não tinha sido liberada.

Mais matérias
desta edição