app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Cidades

Agricultores sacam Bolsa-Estiagem

| REGINA CARVALHO Repórter Quase 11 mil agricultores de 26 municípios alagoanos podem receber a partir de hoje até o dia 13 de fevereiro o Bolsa-Estiagem, um auxílio emergencial do governo federal. “Esse recurso é destinado a agricultores familiares que

Por | Edição do dia 21/12/2005 - Matéria atualizada em 21/12/2005 às 00h00

| REGINA CARVALHO Repórter Quase 11 mil agricultores de 26 municípios alagoanos podem receber a partir de hoje até o dia 13 de fevereiro o Bolsa-Estiagem, um auxílio emergencial do governo federal. “Esse recurso é destinado a agricultores familiares que tiveram perdas nas safras 2004/2005 provocadas pela estiagem”, detalhou ontem o gerente negocial do Banco do Brasil, Antônio Geraldo Cavalcante. Cada agricultor tem direito a receber R$ 300 e pode sacar o dinheiro em qualquer agência do BB. Para quem já é correntista o valor será creditado na conta bancária. “Só devem procurar a agência os que foram previamente cadastrados nos Conselhos de Desenvolvimento Rural Sustentável dos municípios ou outro órgão responsável”, acrescentou o gerente do BB. O agricultor deve levar CPF e documento com foto no momento da retirada do dinheiro. Tem direito ao benefício os que perderam no mínimo 50% de suas lavouras e têm renda mensal média de até dois salários mínimos. A maioria dos municípios contemplados fica no Sertão. Foram beneficiados mais de 99 mil agricultores dos estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Bahia e Alagoas. O governo destinou R$ 34 milhões para o programa. Em Alagoas, foram beneficiados agricultores de Piranhas, São José da Tapera, Olivença, Major Izidoro, Dois Riachos, Maravilha, Girau do Ponciano, Canapi, Cacimbinhas, Delmiro Gouveia, Pão de Açúcar, Batalha, Santana do Ipanema, Água Branca, Palmeira dos Índios, Minador do Negrão, Pariconha, Senador Rui Palmeira, Belo Monte, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Olho d’Água do Casado, Carneiros, Monteirópolis, Ouro Branco e Inhapi.

Mais matérias
desta edição