app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

MDS estica prazo para recadastramento

FÁBIA ASSUMPÇÃO Repórter O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) prorrogou até o dia 28 de fevereiro o recadastramento das famílias benefíciadas pelos programas Bolsa-Escola, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) e Auxílio-Gás. O

Por | Edição do dia 21/12/2005 - Matéria atualizada em 21/12/2005 às 00h00

FÁBIA ASSUMPÇÃO Repórter O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) prorrogou até o dia 28 de fevereiro o recadastramento das famílias benefíciadas pelos programas Bolsa-Escola, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) e Auxílio-Gás. O prazo final do cadastramento deveria ser até o dia 30 de dezembro, mas foi prorrogado devido ao grande número de cadastros em processamento pela Caixa Econômica Federal. Em Maceió, 68 mil famílias poderão ser beneficiadas pelo Bolsa-Familia. Já em Alagoas, os programas sociais do governo ferderal chegarão para 240 mil famílias, com verbas previstas de R$ 17 milhões. Essas famílias beneficiadas pelos programas ainda precisam fazer o recadastramento, para serem incluídas no cadastro único do Bolsa-Família. Se não fizerem o recadastramento, elas serão excluídas do programa. Abaixo do esperado Até sexta-feira, a Secretaria Municipal de Assistência Social está fazendo o atendimento dessas famílias no ginásio esportivo do Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (Cepa). De acordo com o coordenador de Cadastramento do Bolsa-Família, André Viana, na última segunda-feira foram atendidas 450 pessoas, número considerado abaixo do aguardado. No Medeiros Neto, por exemplo, foram atendidas 1.500 famílias num só dia. Segundo André, foram colocados 30 funcionários para fazer o recadastramento, mas esse número pode ser ampliado de acordo com a procura. Madrugada Ontem de manhã, apesar das longas filas que se formaram nas primeiras horas da manhã em frente ao Cepa, o atendimento foi tranqüilo. Foram distribuídas fichas por ordem de chegada e os pais puderam esperar a hora do atendimento sentados nas arquibancadas do ginásio. Mesmo assim, alguns resposáveis continuam chegando de madrugada para fazer o recadastramento. Foi o caso da dona-de-casa Margarida da Conceição, que chegou de madrugada, às 4 horas, ao Cepa. “É melhor a gente vir cedo porque é atendido mais rapidamente”. André afirmou que dependendo do andamento da atualização de dados das famílias já cadastradas nos programas sociais do governo federal, a Secretaria de Assistência Social pretende iniciar em janeiro o cadastramento para novos benefíciários.

Mais matérias
desta edição