app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Cidades

Inadimplentes ganham novo prazo

| DA EDITORIA DE CIDADES A Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) concedeu ontem mais um novo prazo para que os proprietários de 335 estabelecimentos comerciais localizados em Maceió paguem a Taxa de Localização, se livrando do

Por | Edição do dia 29/12/2005 - Matéria atualizada em 29/12/2005 às 00h00

| DA EDITORIA DE CIDADES A Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) concedeu ontem mais um novo prazo para que os proprietários de 335 estabelecimentos comerciais localizados em Maceió paguem a Taxa de Localização, se livrando do embargo. A decisão foi tomada numa reunião entre o superintendente da SMCCU, Edinaldo Marques, e o prefeito de Maceió, Cícero Almeida. “Essa decisão é mais uma tentativa para que possamos, mais uma vez, chegar a um entendimento sem que o processo evolua para embargo”, argumentou Edinaldo Marques. Ficou acertado que os 335 estabelecimentos têm até cinco de janeiro para pagar a Taxa de Localização, caso contrário, serão embargados. Ontem, os fiscais da SMCCU começaram a percorrer estas empresas para notificá-las, mais uma vez, da decisão. As que decidirem continuar atuando na clandestinidade serão embargadas e só poderão reabrir suas portas depois que pagarem suas dívidas. A Taxa de Localização é anual. Seu valor depende do tamanho, da área e do local de cada estabe- lecimento. Segundo o superintendente da SMCCU, há empresas pertencentes a praticamente todos os segmentos do comércio atuando de forma irregular.

Mais matérias
desta edição