app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

Alunos faltam ao 1� dia de aula na Ufal

| CARLA SERQUEIRA Repórter Depois de 79 dias em greve, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) recomeçou as aulas ontem com apenas metade dos alunos presentes, de acordo com a avaliação preliminar da assessoria de imprensa do órgão. Para o pró-reitor

Por | Edição do dia 03/01/2006 - Matéria atualizada em 03/01/2006 às 00h00

| CARLA SERQUEIRA Repórter Depois de 79 dias em greve, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) recomeçou as aulas ontem com apenas metade dos alunos presentes, de acordo com a avaliação preliminar da assessoria de imprensa do órgão. Para o pró-reitor estudantil Eduardo Lyra, a volta às aulas no primeiro dia útil do ano prejudicou o retorno. “Muita gente vem do interior e encontrou dificuldades com transporte”, avaliou ele ao completar: “Retornamos na plenitude. Mesmo com algumas faltas, o saldo foi positivo”. Dos 12 mil alunos matriculados nos 35 cursos da Ufal, 68% são do interior. “Talvez esse percentual tenha feito a diferença”, afirmou Ronaldo Lima, assessor da reitoria. As alunas de Geografia, Juliana Pereira, 20, Fernanda Patrícia, 23, e Juliana Fernandes, 19, afirmaram já esperar a falta dos colegas. “Todo começo de aula é assim. Amanhã [hoje] volta ao normal”, opinaram. Aluna de História, Márcia da Silva, 22, reclamou do atraso. “Qualquer dia perdido aumenta ainda mais o nosso prejuízo”, diz ela que não acredita na manutenção de aulas aos sábados. A medida abrange todos os cursos, que devem repor aulas já a partir do próximo sábado. A biblioteca e o restaurante vão funcionar.

Mais matérias
desta edição