app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Cidades

PM vai montar rede de r�dio entre UTIs do Samu e viaturas

| FÁBIA ASSUMPÇÃO Repórter O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) vai passar a ter uma rede de rádio ligada diretamente com a Polícia Militar de Alagoas. Essa foi uma das decisões tomadas ontem de manhã, durante uma reunião entre o comanda

Por | Edição do dia 12/01/2006 - Matéria atualizada em 12/01/2006 às 00h00

| FÁBIA ASSUMPÇÃO Repórter O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) vai passar a ter uma rede de rádio ligada diretamente com a Polícia Militar de Alagoas. Essa foi uma das decisões tomadas ontem de manhã, durante uma reunião entre o comandante do Policiamento da Capital (CPC), coronel Marcos Brito, e o coordenador do Samu, Ernann Tenório de Albuquerque, para garantir a segurança das equipes médicas, que estão sendo vítimas da violência nas grotas de Maceió. De acordo com o coronel Marcos Brito, a PM sempre tem dado apoio ao trabalho do Samu. Mas ele disse que faltava entrosamento maior entre as duas instituições. “Nós trabalhamos em parceria e se a população necessita da ajuda de um órgão do Estado, temos de dar condições para que ela chegue ao local do atendimento”. Segundo Brito, a PM não foi contatada durante o incidente ocorrido com uma equipe do Samu, no Sítio São Jorge, que foi ameaçada por bandidos durante o socorro prestado a vítima de tiroteio. O comandante do CPC explicou que existe muita rivalidade entre grupos criminosos nas grotas de Maceió. “Quando praticam algum atentado, esses grupos querem ter certeza de que a vítima vai morrer. Por isso, interceptam qualquer tipo de ajuda, para garantir que vão alcançar seu objetivo”. Brito colocou à disposição dos coordenadores do Samu os números dos telefones do oficial de plantão no Copom, para que eles possam manter contato sempre que precisarem do apoio da PM para algum atendimento. “Na maioria das vezes é a polícia que aciona o Samu”. O coordenador do Samu, Ernann Tenório, afirmou que o fato ocorrido no Sítio São Jorge, no domingo passado, foi um caso isolado. Mas ele reconhece que o contato mais direto com a polícia vai dar mais tranqüilidade às equipes do Samu. Ernann disse que iria solicigar ontem mesmo à secretária de Saúde, Kátia Born, a instalação da rede de rádio direto com a PM. Ao todo, o Samu em Maceió tem 19 viaturas de suportes avançado e básico, que atendem aos chamados de urgência na região entre Barra de São Miguel e Barra de Santo Antônio. A partir de fevereiro, uma base do Samu vai atender a região de Arapiraca.

Mais matérias
desta edição