app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Cidades

Arte movimenta pra�as de Macei�

LELO MACENA Repórter Após a interrupção do Projeto Jaraguá, que durante os últimos três anos movimentou a cena cultural na cidade, Maceió começa a dar sinais de uma possível retomada das atividades culturais realizadas em praça pública. Pelo m

Por | Edição do dia 27/01/2006 - Matéria atualizada em 27/01/2006 às 00h00

LELO MACENA Repórter Após a interrupção do Projeto Jaraguá, que durante os últimos três anos movimentou a cena cultural na cidade, Maceió começa a dar sinais de uma possível retomada das atividades culturais realizadas em praça pública. Pelo menos é o que indica a realização de dois eventos que devem movimentar hoje, simultaneamente, espaços públicos tradicionais da capital. Na região central de Maceió, o coreto da Avenida da Paz, em Jaraguá, busca seu lugar ao sol como “point” artístico. A partir das 19h desta sexta-feira, o Coral Embracanto, o cantor e compositor Mácleim e a banda Poeira Nordestina fazem a abertura do projeto que recebeu o título de Requalificação Cultural dos Espaços Públicos de Maceió. A iniciativa é da Fundação de Ação Cultural de Maceió (FMAC). O objetivo é movimentar o coreto e fazer do lugar, além de posto de informações turísticas, palco para espetáculos e oficinas. Inaugurado em janeiro de 1928, o coreto da Avenida da Paz foi construído na gestão do prefeito Amphilóphio de Melo, mais conhecido pelo pseudônimo de Jaime de Altavila. Segundo a FMAC, o espaço receberá uma iluminação especial para a noite de hoje. Som da Praça Na Praça dos Martírios, a movimentação deve começar às 17h de hoje, quando está prevista a abertura da temporada 2006 do Projeto Som na Praça, da Secretaria Executiva de Cultura (Secult). Concebido para funcionar como mais um palco para apresentações de artistas e grupos locais, assim como de atrações de outros estados, o programa foi incrementado em sua segunda edição. A novidade fica por conta das noites dançantes - o propósito é transformar a praça em uma pista de dança e cada evento será fechado com uma banda com repertório de baile. O grupo Social Dance e a Orquestra de Frevos de Alagoas já estão confirmados na programação, assim como a Orquestra de Tambores, liderada pelo percussionista Wilson Santos, e o cantor Naldinho. A cultura popular alagoana também foi contemplada e vai marcar presença com grupos de folguedos, a exemplo da Chegança Silva Jardim, de Coqueiro Seco, que tem apresentação confirmada para o próximo dia 3 de fevereiro, às 17 horas. Já no dia 10 de fevereiro o Som da Praça recebe o compositor Nelson Sargento, lenda viva das rodas de samba do Rio de Janeiro. Acompanhado do grupo É Nessa Que Eu Vou, Sargento vai comandar o Grito de Carnaval e deve trazer para Maceió todo o clima da tradicional festa carioca. Antigo integrante do conjunto A Voz do Morro, Sargento fez história ao lado de nomes como Paulinho da Viola, Elton Medeiros e Zé Keti. O destaque da noite de abertura do projeto fica por conta da volta aos palcos do Pagode Comigo Ninguém Pode e das Baianas Vencedoras, da mestra Hilda. A apresentação está prevista para as 17h. Antes, o grupo teatral Quem Sabe Faz Arte apresenta um espetáculo itinerante na Rua do Comércio.

Mais matérias
desta edição