app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5732
Cidades

Moradores cobram asfalto e limpeza

Os moradores das ruas Antônio Menezes Araújo Lemos e Sinval Gama, no bairro da Gruta de Lourdes, decidiram não pagar mais o Imposto Predial Território Urbano (IPTU) até que a Prefeitura de Maceió decida dar mais atenção ao local. Apesar de constarem como

Por | Edição do dia 31/01/2006 - Matéria atualizada em 31/01/2006 às 00h00

Os moradores das ruas Antônio Menezes Araújo Lemos e Sinval Gama, no bairro da Gruta de Lourdes, decidiram não pagar mais o Imposto Predial Território Urbano (IPTU) até que a Prefeitura de Maceió decida dar mais atenção ao local. Apesar de constarem como asfaltadas no cadastro da prefeitura, as ruas são as únicas da Gruta de Lourdes que continuam no barro, há mais de 20 anos. O local que deveria ser uma área de preservação ambiental, está tomado por restos de construção e entulhos jogados. Tereza Tenório, moradora da rua, diz que por causa do lixo que se acumula na área verde as casas são invadidas por ratos, baratas e escorpiões. Eloíza Batista Santos, que há 22 anos mora na rua, afirmou que o valor do IPTU de sua casa chegou a R$ 800. Mas ela se diz revoltada com a situação da rua. “Eu gostaria que o prefeito Cícero Almeida viesse nos fazer uma visita”, disse. A área verde serve também como esconderijo para assaltantes e até de “motel das estrelas” para alguns casais de namorados. Não há morador da rua que não tenha uma história de arrombamento da casa ou assaltos. O ex-combatente José Furtado, 84 anos, morador mais antigo da rua, disse que sempre houve promessa, desde a gestão passada da prefeitura, de calçá-la, mas isso nunca ocorreu. Mas não é apenas a falta de pavimento o único problema enfrentado pelos moradores das ruas. Eles reclamam que apesar do alto valor do IPTU, não recebem nenhum benefício da prefeitura. E já estão cansados de fazer abaixo-assinado solicitando atenção para seus problemas. A sugestão dos moradores é que além da limpeza a área verde seja cercada. Eles já entraram inclusive com o pedido na SMCCU para tornar a rua um condomínio fechado. O diretor de Operações da Slum, Ernandes Baracho, informou que até amanhã deverá ser feita uma nova limpeza na área verde da Rua Antônio Menezes. Segundo ele, essa não será a primeira vez que a prefeitura faz a limpeza do local. Já o superintendente da Somurb, Mozart Amaral, disse que os moradores devem entrar com um abaixo-assinado na prefeitura, solicitando o asfaltamento da rua. Segundo ele, muitas vezes o projeto de pavimentação de uma rua é incluído no orçamento do município, mas como não há dotação financeira, o serviço acaba não sendo feito. Mas elas acabam constando no cadastro como pavimentadas. “Mas isso não impede que sejam asfaltadas”, afirmou. |FAS

Mais matérias
desta edição