app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

Litoral n�o ter� refor�o na seguran�a

| Regina Carvalho Repórter A Grande Maceió deve permanecer, durante o carnaval, com o mesmo efetivo de policiais militares do ano passado. Os dois ousados assaltos a um juiz goiano na Barra de São Miguel e ao presidente do Tribunal de Justiça (TJ) de Al

Por | Edição do dia 15/02/2006 - Matéria atualizada em 15/02/2006 às 00h00

| Regina Carvalho Repórter A Grande Maceió deve permanecer, durante o carnaval, com o mesmo efetivo de policiais militares do ano passado. Os dois ousados assaltos a um juiz goiano na Barra de São Miguel e ao presidente do Tribunal de Justiça (TJ) de Alagoas, desembargador Estácio Gama, em Paripueira, não serão motivo para um plano especial nesse período por parte do Comando de Policiamento da Capital (CPC) nessas localidades. “Nosso efetivo será quase igual ao ano passado. Nos baseamos pela necessidade dos locais”, disse o coronel Marcos Brito, do CPC. Segundo ele, oitenta PMs, seis viaturas e 15 conjuntos de cavalaria farão a segurança, diariamente na Barra de São Miguel. Em Paripueira, Barra de Santo Antônio e em áreas próximas serão destinados cerca de 100 homens, 26 conjuntos de cavalaria e homens do Batalhão de Trânsito para policiamento. São Miguel e Paripueira contam cada um no momento com cerca de 25 PMs. “Vou pedir a instalação de um box na Barra de São Miguel para ficar instalado nos quatro dias de carnaval”, disse o comandante do CPC. Maiores detalhes sobre o policiamento no carnaval da Grande Maceió serão conhecidos apenas no dia 22, na Secretaria de Defesa Social (SDS), quando será divulgado um plano de segurança para o período, que será desenvolvido juntamente com a Polícia Civil. Na capital, serão disponibilizados cerca de 500 homens diariamente para fazer a segurança dos foliões. Os principais alvos do trabalho da PM devem ser os bairros onde é realizado o carnaval de rua. “Trabalharemos em Jaraguá, na Praça Moleque Namorador, Benedito Bentes e na Praça Lucena Maranhão, em Bebedouro”, informou o coronel Brito. Mais violentos Ele ressaltou que pelos levantamentos da polícia, Barra de São Miguel e Paripueira, destinos mais procurados durante o carnaval, não são os mais violentos. “Em termos de criminalidade, Rio Largo é mais violento que as duas cidades”, conta. Por isso, além de Rio Largo, Pilar e Satuba devem também receber reforço no policiamento. Dez municípios compõem a Grande Maceió e todos eles, segundo o CPC, devem receber cuidado especial. “O governo está cedendo 40 viaturas extras que trabalharão 24 horas para fazer a segurança nesses municípios”, explicou o coronel. Em reunião na manhã de ontem, no Quartel Geral da Polícia Militar, o coronel Marcos Brito e a Liga dos Blocos discutiram o policiamento para as prévias canavalescas em Maceió, que começam no próximo sábado. De acordo com a polícia, 150 militares devem trabalhar em cada turno e farão a segurança dos foliões na orla marítima da capital.

Mais matérias
desta edição