app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Cidades

Defensoria adota estrat�gia para melhorar atendimento

| MARCOS RODRIGUES Repórter A Defensoria Pública do Estado alterou seu horário de funcionamento e adotou novas medidas no atendimento para tentar agilizar a prestação de serviços jurídicos. A decisão foi tomada para evitar a presença diária de pessoas à

Por | Edição do dia 22/02/2006 - Matéria atualizada em 22/02/2006 às 00h00

| MARCOS RODRIGUES Repórter A Defensoria Pública do Estado alterou seu horário de funcionamento e adotou novas medidas no atendimento para tentar agilizar a prestação de serviços jurídicos. A decisão foi tomada para evitar a presença diária de pessoas à porta do órgão. “Pensamos em diminuir o sofrimento de algumas pessoas, entre elas idosos e até deficientes, que chegavam pela manhã e permaneciam à porta da defensoria, às vezes sem se alimentar”, disse, ontem, Idelva Pinto chefe da Defensoria Pública. Desde o início da semana a distribuição de fichas tem sido feita ao meio-dia, porém o atendimento só começa às 14h. A mudança de horário, segundo Idelva Pinto, foi discutida com os servidores do órgão, que identificaram um “vácuo” no atendimento entre 12h e 14h, período do intervalo para o almoço da equipe. A alteração no horário de atendimento ao público não vai modificar o ritmo de trabalho interno. A procuradora-chefe disse, ainda, que caso o novo horário de atendimento venha a prejudicar a clientela da Defensoria Pública, o funcionamento poderia ser, novamente, alterado. SERVIÇO GRATUITO A Defensoria Pública é a única referência de orientação e apoio jurídico para quem não pode constituir um advogado particular. Diante disso, ela recebe por dia mais de 50 pessoas que recorrem aos serviços pela primeira vez. Somado aos atendimentos de retorno e acompanhamento processual esse número pode até dobrar. Entre os que recorreram ao atendimento está o militar reformado Tácito Cavalcante. Ele e outros colegas de reserva procuraram a Defensoria a fim de ter reincorporado à aposentadoria o auxílio invalidez de R$ 300,00 suspendido desde o ano passado. “Isso é garantido por lei desde a década de 70 do século passado. Com esse dinheiro, eu e outros companheiros compramos remédios”, disse Tácito. Mutirão A mudança no horário de atendimento não vai interferir no trabalho do mutirão carcerário feito pela Defensoria. A equipe que atua neste serviço continua mobilizada, porém, com menor atuação. Do ano passado até agora foram retirados do sistema 200 reeducandos que estavam com processos paralisados. “No momento avaliamos, juntamente com a Secretaria de Ressocialização, que há uma situação de controle de vagas no sistema”, considera Idelva.

Mais matérias
desta edição