app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Cidades

Ap�s 3 anos, Rei Momo deixa majestade

| Fátima Almeida Repórter Durante o ano inteiro ele cumpre seu papel de funcionário público, bate ponto e dá expediente na Secretaria Municipal de Saúde. Os 160 quilos distribuídos em 1,85 metro de altura incomodam, provocam dores e cansaço. Mas no carn

Por | Edição do dia 25/02/2006 - Matéria atualizada em 25/02/2006 às 00h00

| Fátima Almeida Repórter Durante o ano inteiro ele cumpre seu papel de funcionário público, bate ponto e dá expediente na Secretaria Municipal de Saúde. Os 160 quilos distribuídos em 1,85 metro de altura incomodam, provocam dores e cansaço. Mas no carnaval, ele se rende ao bom humor e ao gosto pelas festas, que cultiva desde menino. Veste a fantasia e a coroa e se transforma em Sua Majestade o Rei Momo, também conhecido como o Rei do Carnaval. Desde a semana passada, quando foi coroado e recebeu a chave simbólica da cidade, Altanes Lôbo Medeiros cumpre agenda social intensa, que inclui palanques, desfiles em blocos e participação na programação oficial do carnaval de Maceió. É o comandante da folia e, no seu reinado, a alegria é um decreto. Esta é a terceira vez que Altanes reina no carnaval de Maceió. Na primeira, tinha 140 quilos; no ano seguinte, 150; e agora, ganhou mais dez. Embora goste da brincadeira, está querendo levar a sério a luta contra a obesidade, depois de várias batalhas perdidas em dietas malsucedidas. Pretende se submeter a uma cirurgia para redução de estômago ainda este ano, e, talvez, no próximo ano, entregue as chaves do reinado. DE PAI PARA FILHA Mas, como todo rei que se preza, Altanes já se preocupa com a hereditariedade no trono e planeja, no próximo ano, lançar a filha, Altaneide, de 25 anos, como candidata a Rainha do Carnaval. Altanes garante que sempre gostou da folia. Foi durante um baile de carnaval que ele conheceu a esposa, Neide, com quem vive há quase três décadas. Por isso, seu decreto não poderia ser diferente: no seu reinado, tem que ter muito frevo, alegria e paz. REI DAS CRIANÇAS E aproveita para pregar o politicamente correto. “Durante o meu reinado, se beber, passe a chave; ame e seja amado, mas use camisinha; use protetor solar e, muito cuidado com as crianças!” São as crianças, aliás, que mais se afinam com o Rei Momo e é delas que Altanes tira a energia para cumprir a extensa agenda de rei. “Eu adoro quando elas me abraçam, me cumprimentam. Sou Rei Momo por causa delas”. Ele já esteve no Baile Municipal, participou do Jaraguá Folia, saiu no Bloco Pinto da Madrugada e durante os próximos dias cumpre uma rotina de participação nas festas oficiais dos bairros de Maceió e nos eventos promovidos pela prefeitura da capital. ### Blocos esquentam festa no interior IVAN NUNES Repórter Murici – Um dos mais tradicionais blocos do interior de Alagoas, o Tudo Azul, do município de Murici, completa 52 anos e este ano promete arrastar mais de 10 mil foliões pelas ruas da cidade. Fundado em 1954, o bloco é uma das atrações da terça-feira de carnaval e será animado por três trios elétricos contratados pela prefeitura local. Ao longo dos anos, graças à dedicação de estudantes universitários, que deixaram o município para estudar, mas não esqueceram suas origens, o bloco ganhou força e cresceu, tornando-se uma referência para quem escolhe o interior para passar o carnaval. Todos os anos um folião é escolhido entre os carnavalescos para levar a bandeira do bloco pelas ruas da cidade. Mas o grande diferencial do bloco é a distribuição de caixas de tinta azul entre os foliões, que se pintam para manter a principal característica do bloco. A animação ficará por conta das bandas Sedução, Balikai e Juninho Sambalada. União dos Palmares No município de União dos Palmares, a folia se concentra no Centro. Na Praça Basiliano Sarmento, as bandas Oásis e Marcelão, além da orquestra de frevo de Jarbas Leite, animarão o folião palmarino durante os quatro dias das festividades de Momo. Em União, os blocos Quebradeira; Siri na Lata; Franga da Madrugada e Schin também são atrativos. No município de São José da Laje, na Zona da Mata, o carnaval foi aberto oficialmente ontem à noite, com a entrega da chave da cidade ao Rei Momo e à Rainha do Carnaval. A principal atração da folia será o bloco As Pecinhas, que desfilará amanhã à noite. Em Branquinha, 12 blocos animarão o carnaval com as bandas Topázio, Os Malandros do Pagode e Xamego de Boneca. O QG da folia será a quadra de esportes. Em Santana do Mundaú, a Banda Alta Voltagem de Arapiraca será atração do carnaval na Praça Santa Ana, no Centro. Amanhã a escola de samba Unidos da Ponte, de União dos Palmares, desfilará pelas ruas da cidade. ### Atraso de verba revolta carnavalescos CARLOS ROBERTS Repórter O atraso no repasse do dinheiro para custear as despesas dos blocos de frevo que desfilarão domingo à noite no bairro de Jaraguá causou protesto dos coordenadores. A Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) diz que o atraso não ocorrerá mais. Após vários dias de negociação, o repasse de R$ 2.050,00 foi feito ontem, em cheque, para cada um dos dez blocos. Reinaldo Joaquim da Silva é presidente do bloco Daqui Não Saio, fundado em 1952, no bairro do Vergel do Lago. Ontem ele estava revoltado. “Recebemos um cheque que só vamos poder descontar na quinta-feira. Não sei como vamos pagar a costureira, o transporte e outras despesas para colocar o bloco na rua domingo”, diz. Paulo Jorge Gerônimo é presidente do bloco Cavaleiro dos Montes do bairro de Ponta Grossa e desabafou: “Os blocos estão sendo desrespeitados. Todo ano é a mesma coisa. Este ano vou colocar uma faixa de protesto na rua”, promete. Os grupos compõem uma liga, presidida por Manoel Tenório Moura, 84 anos, o maestro Manezinho, que também dirige o bloco Sai da Frente, fundado há 74 anos. Ele conta que apesar das dificuldades superadas a cada ano, o amor pelo carnaval e a força de vontade garantem o brilho do estáculo para o público. “Mas não podemos deixar de admitir que isto acaba prejudicando o desempenho de alguns”, lamenta. EXPLICAÇÃO O presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural, Maciel Lima, disse ontem à noite por telefone à Gazeta que no serviço público somente é possível a liberação de recursos mediante a execução do objeto proposto em um convênio. E para que não ocorram mais atrasos, segundo ele, a fundação elaborou um planejamento estratégico para ser posto em prática já a partir de março. “Os blocos terão um centro de convivência e receberão repasses mensais. Assim, quando chegar o carnaval, já estará tudo pronto e pago”, diz Maciel Lima. ### Ônibus extra garantem viagem de folião CARLOS ROBERTS Repórter Milhares de pessoas deverão passar pelo Terminal Rodoviário João Paulo II durante o carnaval. São foliões em busca de agitação ou famílias que aproveitam o feriado prolongado para visitar parentes distantes. Ontem, o movimento de embarque e desembarque ficou muito acima do normal. Em dias normais, cerca de 500 pessoas embarcam na rodoviária de Maceió. Ontem, até o início da tarde, estimava-se que aproximadamente 450 pessoas já haviam embarcado, segundo o setor de tráfego do terminal rodoviário. Até a noite, a expectativa era de que este número poderia dobrar. Para garantir o atendimento da demanda, várias empresas colocaram ônibus extras. As que operam linhas mais distantes como São Luís do Maranhão e Belém, ampliaram o serviço desde quinta-feira. Já em uma das empresas que operam em cidades mais próximas, para ontem estavam previstos 15 veículos extras para Recife, Olinda e Salvador. O perfil do passageiro que embarca neste feriado de carnaval é variado. Emerson José Silva, 23, vaqueiro, mora no Jacintinho e ontem embarcou com a mulher e dois filhos para a cidade de Pato de Minas (MG). Ele disse que vai aproveitar para visitar a irmã, que não vê há quatro anos. “E também vou dar uma olhada se por lá tem emprego melhor”, revela. Antonio Gomes Ferreira, 25, é vendedor pracista e aguardava para embarcar para Recife. Ele disse que há quatro anos passa o carnaval em Pernambuco. “Minha mulher me deixou há dez dias. Vou mais é me divertir”, diz Jonnys Estevan, 24, asistente de recursos humanos, juntou os amigos e alugou uma casa em Maragogi. Apesar da expectativa de muita diversão, ele diz que também espera segurança e infra-estrutura. “E no mais, é só alegria”, completa. PROGRAMAÇÃO Para quem decidiu não viajar, de hoje até o dia 28 o “Maceió Frevo e Folia”, promovido pela prefeitura, garante a animação em seis pontos diferentes da capital. Hoje, no Jaraguá, às 21h, haverá desfile das escolas de samba. Às 22h tem a banda Tomara que Caia e à 1h os Diamantes do Frevo. No Pontal da Barra, às 21h, haverá apresentação de bumba-meu-boi; às 22h, Banda Solução; à meia-noite, Orquestra de Frevo Juventude Dourada, e às 2h a animação fica por conta da Conexão Latina. No Benedito Bentes haverá apresentação de bumba-meu-boi às 21h e às 22h Banda Conexão Latina. Em seguida, Geléia e Banda se apresentam. Em Bebedouro, a programação começa às 21h, com bumba-meu-boi. Às 22h tem a Banda Arrastão e à 1h a Swing Bacana. Em Fernão Velho, além da apresentação de bumba-meu-boi, às 21h, tem a Banda Splish! Splesh! às 22h e, em seguida, a Orquestra de Frevo Os Combinados de Fernão Velho. Já no bairro de Ponta Grossa, tem bumba-meu-boi às 21h e às 22h a Banda Sol Maior. A Orquestra de Frevo Moleque Namorador fecha a noite de folia.

Mais matérias
desta edição