app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Cidades

Ap�s gastar R$ 150 mil, Estado desiste de “cadei�o” no Detran

| CARLA SERQUEIRA Repórter Além de perder tempo, o governo de Alagoas jogou dinheiro público fora com a idéia de adaptar o prédio do Detran, no Pontal da Barra, em cadeia para abrigar os presos sem condenação, que hoje lotam praticamente todas as delega

Por | Edição do dia 21/04/2006 - Matéria atualizada em 21/04/2006 às 00h00

| CARLA SERQUEIRA Repórter Além de perder tempo, o governo de Alagoas jogou dinheiro público fora com a idéia de adaptar o prédio do Detran, no Pontal da Barra, em cadeia para abrigar os presos sem condenação, que hoje lotam praticamente todas as delegacias do Estado e que antes eram amontoados em celas dos presídios, misturados aos criminosos julgados e sentenciados. A decisão foi tomada quando o juiz Marcelo Tadeu, da Vara de Execuções Penais, proibiu, no último mês de fevereiro, a entrada de presos ainda à disposição da Justiça no complexo penitenciário, no Tabuleiro do Martins. A reforma no prédio do Detran incomodou a população do Pontal da Barra que iniciou uma série de manifestações. Na manhã de ontem, o governo anunciou a suspensão do projeto da cadeia no Detran. “Não cedemos por pressão, o governo não trabalha sob pressão. O que imperou foi o bom senso”, disse o secretário de Defesa Social, coronel Ronaldo dos Santos. “Até o governo construir uma casa de custódia definitiva, no Pontal funcionaria uma cadeia provisória. Não imaginávamos que haveria tamanha rejeição popular. Houve desgaste e não valeria a pena continuar a queda-de-braço já que a cadeia seria usada por pouco tempo”, explicou ele. ///

Mais matérias
desta edição