app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5717
Cidades

Estudantes recebem Pr�mio Arnon de Mello

O Instituto Arnon de Mello premiou, ontem, os dois primeiros colocados no Prêmio Arnon de Mello de Literatura. Os vencedores foram os estudantes José Willian Barbosa e Silva, na categoria Conto, e Robério César Camilo dos Santos, na categoria Poesia.

Por | Edição do dia 23/05/2002 - Matéria atualizada em 23/05/2002 às 00h00

O Instituto Arnon de Mello premiou, ontem, os dois primeiros colocados no Prêmio Arnon de Mello de Literatura. Os vencedores foram os estudantes José Willian Barbosa e Silva, na categoria Conto, e Robério César Camilo dos Santos, na categoria Poesia. Cada um recebeu R$ 1.000 (mil reais) e no próximo dia 10 de julho o Instituto Arnon de Mello lançará um livro, em parceria com a Fundação Municipal de Cultura, reunindo – além dos trabalhos dos estudantes vencedores das duas categorias – os doze melhores contos e poesias do concurso. Ao todo, foram inscritos 741 trabalhos e o julgamento foi realizado pela Academia Alagoana de Letras. Participaram da solenidade o diretor-executivo da Organização Arnon de Mello (OAM), Joaquim Pedro Collor de Mello, e o economista Arnon de Mello; o vice-presidente do Instituto Arnon de Mello, Djalma Mello, que representou a presidenta, jornalista Ana Luísa Collor de Mello; as professoras Theomirtes Barros e Enaura Quixabeira, representando a Academia Alagoana de Letras; o diretor da Fundação Bradesco, Milton Urbano Pinto, onde estuda Willian Barbosa e Silva, além da mãe do rapaz, Josefa Barbosa; a professora de Literatura Fátima Rocha e o chefe de gabinete da Fundação Municipal  de Cultura de Maceió, Paulo Roberto. Para a jornalista Ana Luísa  Collor de Mello, presidenta da Organização Arnon de Mello e do Instituto Arnon de Mello, esse prêmio representa a continuidade do trabalho do senador Arnon  de Mello, intelectual, político e empresário sempre ligado à cultura e à educação. “Fico muito  feliz que esse prêmio tenha sido concebido e implementado ainda na gestão de meu sobrinho, Arnon de Mello, com o total apoio de Joaquim Pedro Collor de Mello, outro sobrinho meu. Ambos honram a memória do avô, dando prosseguimento a seus ideais”. Para Ana Luísa, os projetos do Instituto Arnon de Mello terão prosseguimento e se estenderão até o interior do Estado, sempre priorizando as áreas da Educação, Cultura, Tecnologia, Ecologia e tudo que diga respeito à cidadania. “O sucesso desse prêmio nos empolga a todos e confirma que estamos no caminho certo, o caminho de Arnon de Mello”, concluiu.

Mais matérias
desta edição