app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Bloqueios de sem-terra isolam Alagoas

Severino Carvalho Ivan Nunes Repórteres Maragogi e União dos Palmares – O governo de Teotonio Vilela Filho (PSDB) enfrentou ontem o primeiro grande protesto nas rodovias promovido pelos movimentos sociais que lutam pela reforma agrária em Ala

Por | Edição do dia 08/02/2007 - Matéria atualizada em 08/02/2007 às 00h00

Severino Carvalho Ivan Nunes Repórteres Maragogi e União dos Palmares – O governo de Teotonio Vilela Filho (PSDB) enfrentou ontem o primeiro grande protesto nas rodovias promovido pelos movimentos sociais que lutam pela reforma agrária em Alagoas. Numa ação conjunta, os sem-terra do MST, MTL, MLST e CPT bloquearam três rodovias estaduais e três federais nos municípios de Flexeiras, Joaquim Gomes, Murici, Maragogi, Paripueira, Branquinha, Arapiraca, Batalha, Delmiro Gouveia, Olho d’Água das Flores e Jacaré dos Homens. Em Murici e Maragogi, a ação da Polícia Militar (PM) foi considerada enérgica pelos manifestantes e por pouco não houve confronto. Fechadas no início da manhã, as pistas foram liberadas por volta das 13 horas, após reunião das lideranças dos movimentos com o governador, em Maceió. ### Policiais militares estavam prontos para confronto O comandante do 6º Batalhão de Polícia Militar (6ºBPM), coronel Francisco de Assis Macedo, ofereceu prazo de cinco minutos para a desobstrução pacífica da AL-101 Norte, caso contrário usaria a força policial. “A desocupação seria feita de uma maneira ou de outra. Estamos aqui para manter a ordem”, avisou o oficial. Munidos de armas com balas de borracha, bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo, os homens do Pelopes chegaram a se perfilar e marcharam em direção aos manifestantes, mas os sem-terra retrocederam e abriram a pista, diante de um possível confronto. ///

Mais matérias
desta edição