app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Cidades

Delegacia do Turista: furto, estelionato e perda de documentos lideram

Especializada permite que ocorrências tenham suporte, das investigações, até conclusão do inquérito

Por regina carvalho | Edição do dia 13/01/2024 - Matéria atualizada em 13/01/2024 às 04h00

Furto, estelionato e perda de documentos lideram as ocorrências policiais registradas na Delegacia de Proteção ao Turista (DPTur). Para investigar os casos, a Polícia Civil atua em parceria com a Polícia Federal, em trabalho realizado no Aeroporto Zumbi dos Palmares, além da Polícia Militar que é parceira em frentes de atuação e a Oplit (Operação Policial Litorânea), que cobre áreas mais frequentadas por turistas.

“A instalação dessa delegacia aproxima mais o turista das forças de segurança e atua com mais celeridade nos casos que o visitante seja vítima de algum crime, considerando ainda que as ocorrências e a investigação não acabam com a saída do turista da nossa cidade”, cita a delegada Luci Mônica Rabelo, titular da Delegacia do Turista.

A especializada permite que as ocorrências tenham suporte, das investigações, até a conclusão do inquérito policial. E, dessa forma, o turista que vem a Maceió tenha acesso ao atendimento completo e personalizado. “Nós temos profissionais que são bilíngues e que estarão prontos para atender o turista, caso o mesmo tenha alguma ocorrência policial”, acrescenta Luci Mônica.

Nos últimos dois anos, a Delegacia do Turista registrou 824 ocorrências, dos mais variados tipos com muitas perdas ou extravios de documento, dano a veículos, acidentes naturais, furtos e estelionatos.

Mais matérias
desta edição