app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5656
Cidades

Operação prende 10 suspeitos de crimes em Alagoas

Ação cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão por vários tipos de crimes, sobretudo homicídios

Por ANNA CLÁUDIA ALMEIDA | Edição do dia 19/01/2024 - Matéria atualizada em 19/01/2024 às 04h00

Dez pessoas foram presas em Maceió e Arapiraca durante uma operação realizada, nesta quinta-feira (18), pela Polícia Civil de Alagoas. A ação cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão por vários tipos de crimes, sobretudo homicídios.

O trabalho foi comandado pelo delegado-geral da PCAL, Gustavo Xavier. O foco da ação é a repressão e enfrentamento da criminalidade. Também foi apreendida uma arma e algumas munições.

Em Maceió, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com apoio da Capturas, realizou três prisões em diferentes bairros de Maceió, incluindo Benedito Bentes, Ponta Grossa e Santa Amélia.

As ações estão relacionadas a casos de homicídio, como o de João Madson em outubro de 2023 e a tentativa de homicídio contra Jefferson Leôncio. Os detidos serão encaminhados ao sistema prisional após audiência de custódia.

Já em Arapiraca, a Polícia Civil cumpriu três mandados de prisão e dois de busca e apreensão contra suspeitos de cometerem homicídios, incluindo um indivíduo com mandado de prisão por roubo. A ação ocorreu nos bairros Caititus e Baixão em Arapiraca, além do município de Lagoa da Canoa. Durante a operação, um revólver calibre 38 foi apreendido. Os detidos foram encaminhados à Central de Polícia, ficando à disposição das autoridades.

Equipes da Delegacia Geral (DG), Delegacia Geral Adjunta (DGA), Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da capital, Diretoria de Repressão ao Crime Organizado e à Corrupção (DRACCO), Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DHA), entre outras, cumpriram os mandados de prisão, busca e apreensão.

Durante o cumprimento dos mandados, os policiais civis das diversas unidades foram coordenados pelos delegados: Gustavo Xavier (delegado-geral), Eduardo Mero (delegado-geral Adjunto), Igor Diego (diretor da Dracco). Pela DHPP, a coordenadora, delegada Tacyane Ribeiro, e os delegados Thiago Prado e Talita Aquino. E o delegado Everton Gonçalves, titular da Delegacia de Homicídios de Arapiraca.

Mais matérias
desta edição