app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Cidades

Curto-circuito pode ter provocado incêndio nas Lojas Imperador

De grandes proporções, fogo destruiu cerca de ⅓ do estabelecimento situado na Rua do Comércio

Por Jamylle Bezerra | Edição do dia 20/01/2024 - Matéria atualizada em 20/01/2024 às 04h00

O incêndio de grandes proporções que destruiu parte da Lojas Imperador, no Centro de Maceió, pode ter sido iniciado com um curto-circuito, conforme informações do Corpo de Bombeiros de Alagoas. As chamas começaram na noite da quinta-feira (18) e, na manhã de sexta (19), alguns focos do fogo ainda estavam sendo combatidos pelos militares. A Aliança Comercial de Maceió lamentou o ocorrido.

“É a maior hipótese [curto-circuito], pois os proprietários estavam no local e presenciaram o início do incidente. No entanto, é imprescindível uma perícia para ter a certeza do que ocorreu”, afirmou o sargento do Corpo de Bombeiros, Lucas Barreto.

As chamas destruíram cerca de um terço da loja, que fica situada na Rua do Comércio, com os fundos na Rua João Pessoa. Ninguém ficou ferido.

Nas redes sociais, a Aliança Comercial de Maceió destacou que todos os comerciantes saíram perdendo com a tragédia, em especial as pessoas do interior do estado, que costumavam fazer compras para revenda na Imperador.

“O Centro amanheceu triste, cinzento. Uma das mais importantes lojas, a Imperador, que emprega centenas de alagoanos, que direta e indiretamente é o sustento de milhares de pequenos comerciantes do estado de Alagoas e de outras regiões, sofreu um incêndio de grandes proporções, onde se perdeu praticamente a loja inteira pelo fogo. O nosso sentimento é de perda, pois perdemos todos! É triste o que vemos hoje, pessoas do interior e adjacências chorando a frente da loja, pois os mesmos vieram fazer suas compras para suas revendas e assim manterem sua sustentação” [Sic], diz postagem feita pela Aliança.

A presidente da entidade, Andrea Geraldo, chegou a criticar a falta de manutenção nos dez hidrantes existentes no Centro de Maceió. A BRK, no entanto, informou que todos os equipamentos do tipo existentes na capital alagoana passaram por manutenção até o final do ano passado.

A Defesa Civil esteve no local do incêndio, fez uma vistoria, isolou e interditou o estabelecimento. Segundo o órgão, os prédios vizinhos à Imperador não foram afetados pelas chamas. De acordo com o proprietário, a loja possui alvará de funcionamento regularizado e seguro.

O caso das Lojas Imperador foi registrado três meses após um incêndio de grandes proporções destruir uma loja do Magazine Luiza, também localizada na Rua do Comércio. Na ocasião, o fogo também atingiu um prédio ao lado.

Mais matérias
desta edição