app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5656
Cidades

Investigação aponta que policiais desviavam armas de delegacia

Dois agentes foram presos por suspeita de participação em organização criminosa que subtraia objetos apreendidos pela PC

Por TATIANNE BRANDÃO | Edição do dia 26/01/2024 - Matéria atualizada em 26/01/2024 às 04h00

Os dois policiais civis que foram presos, nessa quarta-feira (24), por desviarem objetos ilícitos de apreensões realizadas pela polícia, retiravam as armas de fogo de dentro das próprias delegacias. As informações foram repassadas durante coletiva de imprensa.

O delegado Igor Diego, diretor da Dracco (Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado), disse que a Polícia Civil não tinha conhecimento dos fatos e vai investigar como as armas foram parar na casa de um dos investigados.

Durante o cumprimento dos mandados, a polícia localizou armas, munições e drogas na residência, que resultaram na prisão em flagrante do policial. “Logo que tomamos conhecimento, realizamos a prisão em flagrante do policial pelos crimes de tráfico de drogas e peculato, por ele ter se apropriado dessa armas, que eram das delegacias”, disse.

As buscas ocorreram em oito endereços nos municípios de São Sebastião, Arapiraca, Palmeira dos Índios, Cacimbinhas, e Maceió. Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal e cumpridos pelo grupo CORE, da Polícia Civil do Estado de Alagoas, sob a supervisão da Delegacia Geral de Polícia Civil.

Os policiais presos eram lotados nas delegacias das cidades de São Sebastião e União dos Palmares. A Corregedoria da Polícia Civil também investiga o caso e abriu um procedimento administrativo disciplinar para apurar a conduta dos policiais.

“Em comprovado o crime, os mesmos devem ser punidos conforme a lei”, afirmou o delegado Fabrício Nascimento, corregedor-geral da PC.

Os delegados afirmam que as investigações seguem para identificar se outras pessoas estão envolvidas no crime. Até o momento, três pessoas foram presas e uma segue foragida.

Mais matérias
desta edição