app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Cidades

Campanhas combatem assédio e importunação às mulheres no carnaval

Ações alertam para não tocar sem permissão, proferir termos que atentem à honra ou insistir após o “não”

Por greyce bernardino | Edição do dia 10/02/2024 - Matéria atualizada em 10/02/2024 às 04h00

Em sintonia com o que ocorre em todo o Brasil, campanhas tentam tornar o carnaval mais seguro para mulheres neste ano. O governo de Alagoas, por exemplo, lançou a campanha “Deixe ela quieta”, que começou já nas prévias, na semana passada, na capital e no interior. A ação conta com blocos temáticos e distribuição de materiais informativos.

A campanha é encabeçada pela Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), e realizada em conjunto com as Secretarias de Estado da Comunicação (Secom), Segurança Pública (SSP) e da Saúde (Sesau), e com o apoio do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher (Cedim).

A partir de uma frase direta e uma linguagem usada no dia a dia, as ações visam alertar que não se pode tocar em uma mulher sem permissão, proferir termos que atentem à honra, insistir após o “não” ou gerar qualquer tipo de situação que provoque constrangimento.

“Pensamos nessa campanha para propagar a sororidade entre as mulheres e mostrar aos homens que o assédio e a importunação sexual são crimes e não serão tolerados. Com a disseminação de informação, empoderamos nossas mulheres e fazendo com que ela conheça os seus direitos, denuncie e combata essa violência”, explicou a secretária de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos, Maria Silva.

Além da campanha, o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) está em regime de plantão durante o período carnavalesco, com atendimento multidisciplinar das 8h às 17h.

MACEIÓ

A capital alagoana tem sua própria campanha, a ‘Maceió Sem Assédio’. De acordo com a prefeitura, a iniciativa visa garantir o atendimento às possíveis vítimas, mobilizando equipes com protocolos humanizados para acolhimento e encaminhamento da ocorrência.

Mais matérias
desta edição