app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

AL é destaque em pactuação de matrículas em escolas de tempo integral

Levantamento do MEC mostra que Estado tem mais de 16 mil estudantes nessa modalidade de ensino

Por thiago gomes | Edição do dia 17/02/2024 - Matéria atualizada em 17/02/2024 às 04h00

Alagoas foi um dos três estados da Federação em que todas as redes de ensino (estadual e municipais) pactuaram matrículas no Programa Escola em Tempo Integral para o biênio 2023-2024. Aqui, foram efetuados 16.063 registros, conforme levantamento feito pela Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC).

Ao todo, foram pactuadas mais de 1 milhão de matrículas em tempo integral nas redes estaduais e municipais do Brasil, conforme a seguinte distribuição: 488.540 matrículas pactuadas para os estados (48,8%) e 512.008 para os municípios (51,2%). Do valor total (R$ 4,17 bilhões), 35,4% foram para as redes estaduais, e 64,6%, para as municipais.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou que a quantidade de escolas da rede estadual no modelo de ensino integral vai subir de 116 para 126 unidades em 2024. Das dez escolas, duas são novas construções – e que ainda estão em obras - nos municípios de Roteiro e São Sebastião. Outras duas ficam na capital: Escola Lions, na Pajuçara, e Escola Nossa Senhora do Bom Conselho, na Santa Amélia.

As demais estão localizadas em seis municípios, compreendendo, inclusive, a região sertaneja. São elas: escolas da Maçonaria (Palmeira dos Índios); Profª Maria Cândida (Pindoba); Cônego José Bulhões (Dois Riachos); Padre Antônio Duarte (Olho d’Água das Flores); Profº Aloísio Ernande Brandão (Santana do Ipanema); e Cônego Amando Gusmão (Coqueiro Seco).

O gerente especial do Fortalecimento da Educação Integral e Complementar do Ensino Médio da Seduc, Erivaldo Valério, comemora a expansão da modalidade. Segundo ele, o aumento do número de escolas de tempo integral permite uma abordagem mais profunda de cada área do conhecimento e dos componentes curriculares.

Mais matérias
desta edição