Nº 0
Cláudio Humberto

Confira os destaques da política nacional #CH01022020

.

Por Cláudio Humberto | Edição do dia 01/02/2020 - Matéria atualizada em 31/01/2020 às 21h57

Foto: Divulgação
 

PODER SEM PUDOR: Mentiras de pescador

Em Novo Airão (AM), a turma se diverte contando mentiras de pescador. Um dia, o então prefeito Wilton Santos inaugurou a peleja, numa mesa de bar: “Uma vez eu matei um jacaré de quatro metros e meio...” Denílson, seu vice, tripudiou: “Besteira. Eu já matei um de cinco metros”. Lourinho, pescador e conversador profissional, contou a lorota vencedora: “Pois eu conheço um jacaré de sete metros. Vou para o outro lado do rio, levo muitos peixes, empanturro o bicho, ele fica meio paradão, boto uma corda no seu pescoço e ele me leva para onde eu quiser...


Passeio com a FAB incluiu Itália e mais 6 países

Demitido duas vezes em 48 horas, o ex-secretário executivo da Casa Civil Vicente Santini utilizou belo jato Legacy da FAB para esticar seu passeio por sete países, na semana entre 21 e 29 de janeiro. Ele decolou de Brasília, fez escala na Ilha do Sal (Cabo Verde), e seguiu para Zurique, na Suíça. Após um dia e meio naquele país e uma parada inútil no Fórum Econômico Mundial, Santini viajou para Nova Deli (Índia), não sem antes fazer “pit-stop em Riade, na Arábia Saudita.


Parada estranha

No retorno ao Brasil, o “seachão” Vicente Santini deixou a Índia e seguiu, via Riade, para bela Palermo (Itália), onde passou o dia inteiro.


Escala

Da Itália, o ex-interino da Casa Civil seguiu para a Ilha de Tenerife (Espanha), onde o Legacy da FAB fez nova escala.


Bilhete azul no final

Com apenas três pessoas no enorme jato, Santini voou de Tenerife para Fortaleza e dali para Brasília, onde o bilhete azul o aguardava.


Vaidade custa caro

O exibicionismo do ex-assistente do ministro Onyx Lorenzoni custou mais de R$300 mil, segundo estimativa do próprio governo.


Brasileira que fala mandarim trata com a China

O governo brasileiro adotou uma medida inovadora para turbinar o comercio com a China, principal parceiro comercial do Brasil: designou uma especialista Larissa Wachholz, de 36 anos, que fala mandarim fluentemente e tem mestrado da Universidade de Renmin, para comandar um núcleo pioneiro que se dedica a diversificar e intensificar o comércio com a China, para além de commodities, carne e soja.


Missão diversificação

Larissa Wachholz tem a missão de azeitar o comércio com a China, que já representa cerca de US$100 bilhões por ano.


Diálogo bilateral

A criação do “núcleo China” ocorreu após reuniões entre os presidentes Xi Jinping e Jair Bolsonaro, na China e no Brasil.


Cliente satisfeito

Em outubro de 2019, o presidente Xi Jinping tratou com o visitante Bolsonaro do aumento das exportações de carne e café.


Mexeu com Martha...

Após vencer a luta com Onyx Lorenzoni pelo controle do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), o ministro Paulo Guedes (Economia) terá de administrar o colega Tarcísio Freitas (Infraestrutura), ex-PPI no governo Temer: é indicação dele a chefe do programa, Martha Seillier.


Ler notícias faz bem

Repórteres na porta do Alvorada pressionaram Bolsonaro a mandar buscar brasileiros retidos na China pelo coronavírus. Parecem não ler as notícias. A região está sob isolamento: ninguém entra, ninguém sai.


Gripe mata mais

Segundo o Centro de Estatísticas da Saúde norte-americano, gripe e pneumonia mataram quase 56 mil pessoas só dos Estados Unidos, em 2017. Coronavírus matou mais de 200 na China, este ano.


DEM rejeitou?

Voltou a circular no Whatsapp o vídeo em que, emocionado, o deputado Alexandre Frota (SP) diz que deve ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que é do DEM, a sua filiação ao PSDB.


Hostilidades francesas

Já não se veem diplomatas brasileiros em eventos da embaixada da França em Brasília. Frequentadores dizem ter visto só opositores do governo. Deve ser coisa do presidente Emmanuel Macron, após ser pego mentindo nas redes sociais sobre as queimadas na Amazônia.


O dinheiro de volta

Reportagem do jornal argentino La Nación, nesta sexta (31), mostra que os brasileiros voltaram a ser a maioria dos turistas em Buenos Aires. Mais um indicativo de que a economia do País voltou a “bombar”.


60 anos depois

O empresário Carlos Vieira, da Casa de Viagens, uma das principais agências de Brasília, associou-se à Stella Barros Turismo. Curiosamente, Brasília e Stella Barros completam 60 anos este ano.


Só que não

Já se passou mais uma semana desde a 12ª aposta dos “analistas políticos”, em um ano, sobre a “demissão iminente” do ministro Sérgio Moro (Justiça). Continuam perdidos na desinformação.


Pensando bem...

...ministro sem poder, nem funcionários, Onyx ainda vai acabar virando Assessor de Assuntos Aleatórios.

O diretor-executivo da Organização Arnon de Mello, LUIS AMORIM. em visita de cortesia ao governador interino do Estado de Alagoas, MARCELO VICTOR, na última quinta-feira.
O diretor-executivo da Organização Arnon de Mello, LUIS AMORIM. em visita de cortesia ao governador interino do Estado de Alagoas, MARCELO VICTOR, na última quinta-feira. - Foto: Divulgação
 



Mais matérias
desta edição