app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cláudio Humberto

Confira os destaques da política nacional #CH10092020

.

Por Cláudio Humberto | Edição do dia 10/09/2020 - Matéria atualizada em 09/09/2020 às 22h37

Foto: Divulgação
 

PODER SEM PUDOR: O purgante e o efeito

Certa tarde, o deputado Carlos Lacerda estava na tribuna da Câmara, mais virulento do que nunca. Com a sua metralhadora giratória, disparava tiros em todas as direções. Foi aparteado pela deputada Ivete Vargas: “Vossa Excelência é um grande purgante!” E Lacerda respondeu na bucha: “Se eu sou um grande purgante, Vossa Excelência é um enorme efeito!”


Imperial College errou todas as previsões do Covid

Em 27 de março, a Imperial College, do Reino Unido, divulgou previsão de infectados e mortos pelo coronavírus para o mundo. Até agosto, no Brasil, seriam 187 milhões de infectados e 1,1 milhão de mortes, dizia o mais pessimista dos cinco cenários do instituto. Ganhou as manchetes, mas era fake. Curiosamente, a principal voz do pior cenário da Imperial, virou “expert” contratado pelo TSE para ensinar o que é (ou não é) fake news. No entanto, quase seis meses depois, os resultados brasileiros estão melhores até que o cenário mais otimista da Imperial College.


Tipos de estratégia

A Imperial tem três cenários para estratégias de combate ao covid: “sem intervenções” (distanciamento etc.), “intervenção geral” ou “aprimorada”.


Melhor estratégia

A estratégia drástica (aprimorada), que isola todos e se concentra nos idosos, previa 529 mil mortos no Brasil até agosto. Foram 121 mil.


Palavras, só palavras

A Imperial também apresentou outros dois cenários que tratam do momento da adoção das estratégias de forma precoce ou tardia.


Precoce chute

Para o Imperial College, se o Brasil atacasse o covid de forma precoce, seriam 11,5 milhões de infectados. Eram 3,9 milhões no fim de agosto.


Bolsonaro estende a mão ao STF, no dia de Toffoli

Foi visto como um gesto de “mão estendida” a presença do presidente Jair Bolsonaro nas homenagens ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, na véspera da posse do ministro Luiz Fux. Ao atravessar a Praça dos Três Poderes e comparecer à sessão, Bolsonaro quis demonstrar a disposição de esquecer as duras críticas de 7 dos 11 ministros do STF, consideradas “cáusticas” pelo ministro Marco Aurélio, que a partir de 1º de novembro assume o posto de novo decano do STF.


Fase técnica

O próprio Marco Aurélio, que nesta quinta fará a saudação a Fux, na solenidade de posse, acha que o STF entrará numa fase mais técnica.


Mão no ar

Bolsonaro fez gesto semelhante comparecendo à posse do presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, que dias depois lhe fez duras críticas. Em busca da harmonia Toffoli será lembrado pelas “intrigas do bem”, nas quais é mestre, e pelo empenho por relações institucionais harmônicas entre os Poderes.


A instituição sou eu

Os discursos dos presidentes da Câmara, Senado e do STF foi mais uma manifestação da “confusão” entre as pessoas físicas que ocupam cargos e as instituições. Os três acham que são as instituições que comandam.


Codinome Lava Toga

A operação desta quarta (9), cumprindo mandados em 50 endereços, ganhou o nome de “E$quema S”, mas pode ser chamada de “Lava Toga”, pelo número de magistrados atingidos direta ou indiretamente.


Cutucou com vara curta

Na cerimônia desta quarta no STF, o presidente Jair Bolsonaro encarnou sua melhor versão “paz e amor”. Pediu “que Deus ilumine” a todos, mas lembrou que chegou ao cargo pelo voto e eles por indicação política.


Pior que fake news

Âncora da BBC America disse ontem, com direito a legenda, que o Brasil registra “400 milhões de infectados”. Eles ignoram que isso representa duas vezes a população brasileira e 100 vezes o número real de casos.


Demora típica

Somente ontem, quase vinte dias após ser acusada de mandar matar o marido, a deputada Flordelis (PSD-RJ) foi notificada pela Corregedoria da Câmara sobre o processo no Conselho de Ética.


Debate sem fim

O “debate sem fim” da testagem do Covid, diz o New York Times, tem novo capítulo: especialistas questionam a “sensibilidade” de testes PCR, que pode ser excessiva e identificar carga viral tão pequena que não mereceria o “positivo”. A diferença nos resultados chega a 90%.


Boa notícia

O número de vencedores que superaram a covid-19 ultrapassou ontem os 20 milhões. Entre os 30 países com mais infecções, apenas a Ucrânia tem mais casos ativos que pessoas curadas, segundo o Worldometer.


Estratégia da desqualificação

Cristiano Zanin, alvo da Lava Jato, repetiu a estratégia da sua defesa do ex-presidiário Lula nos tempos de Sérgio Moro. O advogado atacou o juiz Marcelo Brêtas, acusando-o de ter ligações políticas com Jair Bolsonaro.


Pensando bem...

... não existe “tentar criminalizar a advocacia”, a ideia é neutralizar o cometimento de crimes.

 

AVELINO BALBINO, reitor da UNINASSAU Maceió, com trabalho destacado entre as instituições de ensino superior
AVELINO BALBINO, reitor da UNINASSAU Maceió, com trabalho destacado entre as instituições de ensino superior - Foto: Divulgação
 


Mais matérias
desta edição