app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cláudio Humberto

Confira os destaques da política nacional #CH15102020

.

Por Cláudio Humberto | Edição do dia 15/10/2020 - Matéria atualizada em 14/10/2020 às 22h21

Foto: Divulgação
 

PODER SEM PUDOR: Colorido é outro papo

Reza a lenda que o cabo eleitoral João da Bocaína, de Lajes (SC), sempre pedia presentes aos políticos, por isso ganhou uma TV preto & branco de um deputado estadual que ajudou a eleger, Ivan Ranzolim. Mas vivia reclamando: “Não consigo fazer funcionar aquelas botãozeiras. Quando tem semblante não tem sotaque, quando tem sotaque não tem semblante.” Ranzolim eleito presidente da Assembléia, Bocaína pediu uma TV a cores: “Pode até faltar o sotaque, mas o semblante eu quero colorido.”


Desinteresse de novatos favorece ‘velha política’

As primeiras pesquisas eleitorais mostram que a renovação na política municipal não está entre as prioridades do eleitor e, ao menos em dez capitais, os atuais prefeitos e políticos tradicionais como ex-governadores e parlamentares conhecidos têm grandes chances de vitória. Para o presidente do Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, o desinteresse pela atividade partidária leva os políticos tradicionais a ocuparem o espaço.


Nadando de braçada

Os prefeitos Alexandre Kalil (BH), Edmilson Rodrigues (Belém), Rafael Greca (Curitiba) e Gean Loureiro (Florianópolis) lideram com folga.


Mais do mesmo

Celso Russomano lidera em São Paulo, com Bruno Covas na cola. No Rio de Janeiro, o enrolado ex-prefeito Eduardo Paes é quem lidera.


Sem novidades

Goiânia tem o senador Vanderlan Cardoso contra Maguito Vilela. Porto Alegre vai escolher entre Manuela D’Ávila e o ex-prefeito José Fortunati.


Herdeiros na boa

Salvador está nas mãos do vice de ACM Neto, Bruno Reis, e no Recife disputam os deputados João Campos, Marília Arraes e Mendonça Filho.


CNJ leva STJ a esvaziar prisões a pretexto do covid

Continua produzindo estragos a recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para soltar presos a pretexto do covid. Nesta quarta-feira (14), a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou abrir as portas da cadeia de todo o País para centenas (milhares?) de criminosos cuja soltura dependia de pagamento de fiança. Nesse “liberou geral”, ganham o direito de ir para a rua sem nem mesmo precisar pagar fiança.


Livrando-se do problema

Decisões como a do STJ mostram que o Estado se livra dos criminosos sob sua tutela, em vez de lhes garantir proteção contra a pandemia.


Tranque-se em casa

Enquanto a bandidagem ganha cada vez mais facilidades para deixar as prisões, os cidadãos que sustentam o Estado ficam trancados em casa.


Quem sabe Deus protege

A ação era da Defensoria Pública capixaba, mas o STJ achou melhor aproveitar o embalo e estender a liberalidade para todo o País. Oremos.


A moda pegou

O presidente do STF, Luiz Fux, afirmou que solturas como a do traficante André do Rap poderiam, em breve, “colocar milhares de agentes de altíssima periculosidade no seio da sociedade”. Ele não deve ter gostado da decisão de 3ª Turma do STJ soltando presos a granel, nesta quarta.


Sinais do STF

Ministros do STF falaram que duas condenações em 2ª instância com pena somada de 25 anos inviabilizam manter a presunção de inocência. O julgado era André do Rap, mas poderia ser um certo ex-presidente.


Veto a ser derrubado

Bolsonaro pisou na bola, vetando o artigo do Código de Trânsito que proibia motociclistas de ultrapassarem veículos em movimento. Oficializa linhas divisórias como pistas de moto e garante ainda mais acidentes.


Grã-Cruz

Ex-diretor-geral da Organização Mundial do Comércio e vice-presidente da PepsiCo, o embaixador Roberto de Azevêdo foi homenageado pelo governo brasileiro com a Grã-Cruz da Ordem do Rio Branco.


Ficou caro para o País

De volta ao trabalho, os grevistas dos Correios mostram como podem prejudicar os que os sustentam. Somente agora estão entregando boletos, inclusive de imposto de renda, vencidos em agosto e setembro.


Foi por pouco

O pior resultado no Senado dos últimos indicados para o Supremo foi do ministro aposentado Celso de Mello, aprovado com 47 dos 81 votos, seis a mais que o mínimo de 41. O decano Marco Aurélio teve 50 votos.


Sabatina para o TCU

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado realiza na terça-feira (20) a sabatina de Jorge Oliveira, primeiro indicado do presidente Bolsonaro para ministro do Tribunal de Contas da União (TCU).


Dinheiro não falta

Federação de petroleiros denuncia que os funcionários da Petrobras em Macaé (RJ) estão há duas semanas sem testes de covid. Com as altas seguidas nos combustíveis, com certeza o problema não é dinheiro.


Pensando bem...

... as fake news fazem sucesso porque a realidade está cada vez mais inacreditável.


LUIZ ANTÔNIO JARDIM, diretor da Casas Jardim, comemora o sucesso do projeto Cor & Arte, com sorteio de obras de 20 artistas alagoanos
LUIZ ANTÔNIO JARDIM, diretor da Casas Jardim, comemora o sucesso do projeto Cor & Arte, com sorteio de obras de 20 artistas alagoanos - Foto: Divulgação
 


Mais matérias
desta edição