app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cláudio Humberto

Confira os destaques da política nacional #CH18022021

.

Por Jorge Carlos | Edição do dia 18/02/2021 - Matéria atualizada em 17/02/2021 às 21h45

Foto: : Divulgação
 

PODER SEM PUDOR: O sem-audiência

Depois de meses sem conseguir ser recebido pelo ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social), no governo Lula, o deputado Givaldo Carimbão (PSB-AL) não contou conversa: saiu da recepção do ministro, foi a uma loja, comprou dez metros quadrados de lona preta e voltou. Sem dizer nada, começou a estender a lona no hall do ministério. Indagado por funcionários, esclareceu: iria acampar ali mesmo, até ser recebido pelo ministro. Patrus Ananias apareceu em sua frente no tempo recorde de 60 segundos.


Deputado pede AI-5 e ganha ‘amostra grátis’ do STF

A prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), autor de declarações e propostas absurdas, reabre o debate sobre os limites da liberdade de expressão, as garantias do mandato parlamentar e as prerrogativas do Supremo Tribunal Federal (STF), que agora investiga, denuncia e julga, além de invadir competências dos outros poderes. Por ironia do destino, o deputado que prega o retorno do AI-5, ganhou uma “amostra grátis” do que se fazia na vigência do Ato Institucional nº 5, de triste memória.


Suspeição afastada

Criminalistas apostavam que ministros atacados alegariam suspeição e ministros do STJ seriam convocados para julgar a prisão do deputado.


As próprias mãos

Um advogado ironizou: “O STF realiza o sonho dos que defendem a ‘Justiça direta’, em que as vítimas julgariam seus supostos algozes”.


Chama um advogado

Sentindo-se ofendido, ministro do STF deve processar o autor, como o fez Joaquim Barbosa contra um blogueiro em 2014. Prender é exagero.


Pode até livrar, mas...

A Câmara não fará do deputado do baixo clero bolsonarista um “baluarte” contra o STF. Silveira não é exatamente o “rei da simpatia” na Casa.


O que pode acontecer

Sobre o caso de Daniel Silveira, a ser definido na Câmara, nesta quinta (18), há duas hipóteses: soltura e envio do caso ao conselho de ética ou, menos provável, cassação de deputado sem prestígio entre os colegas.


Bola no chão

Líderes do Centrão passaram toda a quarta dedicados a uma “operação panos quentes” em relação ao deputado que ofendeu o STF. Esses políticos veem exagero na atitude do deputado e na reação do STF.


Eu sou você amanhã

A tendência na Câmara é mais pela soltura do que pela manutenção da prisão. Não por apreço a Daniel Silveira, mas porque não faltam deputados lembrando que o preso pode ser qualquer um deles amanhã.


Vale lembrar

O deputado Daniel Silveira foi preso no âmbito do inquérito aberto pelo próprio STF, onde o ministro Alexandre de Moraes é ao mesmo tempo o delegado (presidente do inquérito) e o juiz responsável pelo caso.


Três em um

No julgamento da prisão, ontem, Alexandre de Moraes lembrava um delegado ou promotor usando de toda ênfase para sustentar a acusação contra o suspeito. A dúvida é se terá serenidade para julgar o caso.


Gosto se discute

A revista Time, que em 1938 elegeu Adolf Hitler o “homem do ano”, relacionou o político Guilherme Boulos, ex-sem-terra, como um “líder do futuro”. Só no futuro mesmo, pois ano passado perdeu para prefeito.


Censura vira lei

A Austrália aprovou lei que obriga redes sociais a remunerar sites de notícias por postagens (inclusive de terceiros) na plataforma. Conclusão: todos os sites australianos de notícias foram bloqueados do Facebook.


Então está combinado

Ministro do STF pode chamar o presidente da República de “genocida” ou “autoritário”, mas xingar ministros da Corte não pode.


Biden espera Bolsonaro em abril, diz John Kerry

Na reunião virtual com os ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores), assessor da Casa Branca para Meio Ambiente, John Kerry, afirmou que o presidente norte-americano Joe Biden aguarda a presença do presidente Jair Bolsonaro em Washington, em 22 de abril, para o evento Earth Summit (Conferência da Terra). A reunião, nesta quarta (17), marcada por muita simpatia, foi considerada também “muito produtiva” e durou cerca de 40 minutos.


Sem tradutores

O bate-papo entre Salles, Araújo e John Kerry se deu na língua do ex-secretário de Estado, sem a participação de tradutores.


Amor à primeira-vista

A reunião teve momentos de descontração, como quando John Kerry contou haver conhecido sua mulher, a moçambicana Tereza, na Rio-92.


Primeiro passo

A Rio-92, realizada durante o governo de Fernando Collor, foi a primeira conferência de peso de líderes mundiais sobre questões ambientais.

MÔNICA CAMERINO, diretora do MC Cursos, com novas turmas para os mais variados concursos previstos para este ano em todo o país
MÔNICA CAMERINO, diretora do MC Cursos, com novas turmas para os mais variados concursos previstos para este ano em todo o país - Foto: : Divulgação
 


Mais matérias
desta edição