app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Cláudio Humberto

Confira os destaques da política nacional #CH10112023

.

Por Claudio Humberto | Edição do dia 10/11/2023 - Matéria atualizada em 10/11/2023 às 04h00

 

Foto: DIVULGAÇÃO
PODER SEM PUDOR: Deputado plural

O falecido deputado Luiz Eduardo Magalhães (PFL-BA) presidia as sessões da Câmara com instantes de bom humor. Certa vez, ele se dirigiu assim ao deputado Fernando Gabeira (RJ), na época o único representante do PV: “Deputado, use a palavra para orientar sua bancada!” Gabeira respondeu: “Presidente, minha bancada sou apenas eu, uma pessoa muito dividida. Nem sempre posso me orientar bem...”


Novo embaixador só deve chegar ao Catar em janeiro

Os 34 brasileiros à espera para sair de Gaza não podiam esperar, mas o futuro embaixador do Brasil no Catar só deve assumir em janeiro, dizem fontes do Itamaraty. Antes, ele visitará a cidade. A longa vacância, desrespeitosa, retirou do Brasil a interlocução de alto nível com o país, que exerce papel-chave na escolha de estrangeiros autorizados a deixar Gaza. Nenhum brasileiro esteve entre aqueles 3.400 que já voltaram para casa, mas a expectativa é que o façam nesta sexta-feira (10).


Deserto diplomático

Sem explicar a falta do encarregado de negócios, que saiu do Catar em agosto, e com Lula passando pano no Hamas, o Brasil virou um pária.


Chanceler fraco

A exclusão de brasileiros nas primeiras seis listas mostrou desprestígio constrangedor do Itamaraty sob o fraquíssimo chanceler Mauro Vieira.


Catar como punição

Diplomatas acham que Marcelo Dantas foi retirado de Los Angeles e despachado para Doha por não ser da corriola do chanceler. Punição?


Devagar quase parando

A nomeação de Marcelo Dantas para o Catar foi publicada em 26 de outubro, quando os 34 brasileiros já estavam desesperados em Gaza.


Paper chama de ‘repulsiva’ manobra da J&F no STF

Após derrotas sucessivas nos âmbitos arbitral e judicial, a mais recente no Tribunal de Justiça de São Paulo, a holding J&F, dos notórios Joesley e Wesley Batista, impetrou ação no Supremo Tribunal Federal (STF) tentando não entregar o controle da Eldorado Celulose, que vendeu por R$15 bilhões. A Paper Exellence, que pagou pela compra, considerou a manobra “repulsiva”. A ação se baseia em pedido de anulação do acordo de leniência que a dupla assinou para escapar das penas da Lava Jato.


Corrupção confessada

A J&F diz que foi “coagida” a acordo de leniência e insinua que a Paper atuou para a confissão de corrupção por meio de um suposto consultor.


J&F tem pernas curtas

Mentira tem pernas curtas: a J&F acusou o consultor Josmar Verillo, mas esse profissional somente seria contratado pela Paper três anos depois.


Alegação cara-de-pau

A J&F agora alega que a lei proíbe a venda de terras a estrangeiros, que equivalem 1% do contrato, mas a Paper diz que o negócio não as inclui.


Xô, investidores

Balão de ensaio de “alto funcionário” da Fazenda sinaliza um plano de terra-arrasada: garante que Lula (PT) anunciará no G20 a decisão de tomar mais 15% nos lucros de empresas estrangeiras, aquelas que investem no Pais, gerando empregos e renda. E que já pagam 34%.


Acaso

O encontro entre Jair Bolsonaro e o embaixador de Israel, Daniel Zonshine, não foi programado. O convite de parlamentares aliados ocorreu quando o ex-presidente já estava na Câmara.


Assim é se lhe parece

Terroristas do Hamas foram flagrados até em ambulâncias, mas a ONG ativista Médicos Sem Fronteiras (no Brasil) alertou a imprensa (brasileira) via email para o “aumento dramático na violência das forças israelenses”.


Nosso país

Um dia após a “aprovação histórica” da reforma tributária no Senado, o Congresso aprovou R$ 15,2 bilhões em créditos extraordinários a estados e municípios para compensar a queda com a... arrecadação de tributos.


O que mudou?

Após anunciar redução de 22% no desmatamento da Amazônia entre agosto de 2022 e julho deste ano, o Inpe garantiu a esta coluna que não alterou a metodologia que contabiliza seus dados.


Obra do Pacheco

O adiamento da análise dos vetos de Lula ao marco temporal indignou parlamentares do agronegócio e da oposição. “É um deboche com a população brasileira”, diz deputada Silvia Waiãpi (PL-AP).


Tudo na paz

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) garante que não houve estranhamento entre ele e o ex-presidente Jair Bolsonaro, que fez campanha contra a reforma tributária. Ciro votou favorável ao projeto.


Grana em jogo

Por trás da fusão do PTB e do Patriota, criando o PRD, há um caminhão de dinheiro do fundo partidário: R$ 22 milhões. Juntos, os partidos atingem o quociente eleitoral, consequentemente, acesso ao dinheiro.


Pensando bem...

...imposto no Brasil vai virar produto de luxo.

Mais matérias
desta edição