app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Cláudio Humberto

Confira os destaques da política nacional #CH15122023

.

Por Claudio Humberto | Edição do dia 15/12/2023 - Matéria atualizada em 15/12/2023 às 04h00

 

Foto: DIVULGAÇÃO
PODER SEM PUDOR: Saudades de Juma

Em 1990, a extinta Rede Manchete exibia a novela “Pantanal”, seu maior sucesso, que mostrava a sensual “Juma”, personagem da atriz Cristiane Oliveira. Na Câmara, um deputado evangélico, João de Deus (PDS-RS), atacou a novela, chamando-a de “pornográfica, imunda” etc. O deputado José Genoino (PT-SP) provocou o colega quando ele deixava a tribuna: “Você há de convir que a Juma Marruá é uma gracinha...” João de Deus parecia estar diante do Satanás. Levantou os braços e gritou: “Te converte! Te converte!”

Petista e líderes traíram Lula no veto à desoneração

Correu frouxa a traição no Congresso na sessão que derrubou o veto à desoneração da folha. No Senado, Daniella Ribeiro (PSD-PB), Jorge Kajuru (PSB-GO), Dorinha Seabra (União-TO), Weverton (PDT-MA) e Zenaide Maia (PSD-RN), todos da liderança do governo, não se fizeram de rogados e engrossaram o resultado que desmoralizou o veto de Lula: 60 a 13. Na Câmara, o revés foi ainda pior, 378 a 78. Entre deputados, além de líderes de Lula, até um petista foi seduzido pelo afã da traição.

34 anos de PT

A surpresa petista ficou por conta de Zé Neto, deputado baiano. O único do PT que não se constrangeu e votou para derrubar o veto de Lula.

Trair e coçar...

Lideranças de Lula na Câmara também traíram: Emanuel Pinheiro Neto (MDB-MT), Waldemar Oliveira (Avante-PE), Marreca Filho (Patriota-MA).

...é só começar

Fecham a lista da Câmara: Josenildo (PDT-AP), Igor Timo (Podemos-MT), José Nelto (PP-GO), Jonas Dozinette (PSB-SP) e Bacelar (PV-BA).

Até tu?

No PSB do vice-presidente Geraldo Alckmin, dos 12 deputados votantes, 11 foram contra o veto. No Senado, três contras e só um favorável.

Congresso derruba veto e salva 600 mil empregos

A derrubada do veto de Lula (PT) à desoneração da folha salvou ao menos 600 mil empregos. Era a estimativa de fechamento de postos de trabalho, com a lógica raivosa do governo contra o setor privado, que emprega 91% dos brasileiros. O ministro Fernando Haddad (Fazenda) acusou a lei de “inconstitucional”, desdenhando das comissões de Constituição e Justiça do Senado e da Câmara e dos votos de 430 parlamentares. Como “economista”, Haddad se revelou mau jurista.

Vexame sindical

Para se manter obediente ao PT, a maioria dos atrasados sindicalistas brasileiros fechou os olhos à ameaça da perda de 600 mil empregos.

Salvos pelo gongo

O drama foi descrito por Fernando Pimentel, diretor da Abit, a associação do setor: a previsão era que 30 mil seriam demitidos na indústria têxtil.

Proteção ao emprego

A medida, que agora será promulgada pelo Congresso sem voltar a Lula, beneficia os 17 setores da economia que mais empregam trabalhadores.

Pedala no STF

Foi claro recado ao Supremo a decisão do Congresso de derrubar o veto de Lula à regulamentação do marco temporal de terras indígenas: temas assim são prerrogativas do Poder Legislativo. A lei, a ser promulgada, anula interpretação exótica do STF influenciada pelas ONGs.

Vergonha alheia

O Congresso deveria investigar a liberação de emendas parlamentares no valor de R$ 10 bilhões, pelo governo Lula, na véspera da sabatina de Flávio Dino. Faltou pouco para Dino ser aclamado.

A última que morre

Em entrevista ao podcast do Diário do Poder, que vai ao ar nesta sexta (15), o senador Plínio Valério (PSDB-AM) revelou que não acredita na possibilidade de impeachment de ministro do STF, mas “tem esperança”.

Prioridades

Enquanto o Congresso ‘pegava fogo’ com análise de vetos, o líder do governo na Câmara, José Guimarães, tinha reunião com o ministro da Educação, Camilo Santana, para definir... candidaturas do PT no Ceará.

Belmonte de saída

A deputada distrital Paula Belmonte e o Cidadania fecharam acordo para que a parlamentar deixe o partido sem perder o mandato. O clima ficou insustentável após a distrital participar de ato contra Flávio Dino.

Água no chope

Contou o deputado José Medeiros (PL-MT) papo que teve com um amigo que ia comprar ações da Ambev: “sendo os donos das Lojas Americanas os mesmos da Ambev, não seria a contabilidade feita da mesma forma?”.

No coração do povo

O bem avaliado prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PSD), lidera intenção de voto para permanecer no cargo, indica levantamento espontâneo do Paraná Pesquisas. Só que ele já se reelegeu e não pode se candidatar.

De lavada

O presidente da Frente Parlamentar do Agronegócio, deputado Pedro Lupion (PP-PR), celebrou os 321 votos na Câmara e os 53 no Senado que derrubaram o veto ao Marco Temporal: “vitória estrondosa”.

Pensando bem...

...o combinado, neste País, sai caro.

Mais matérias
desta edição