app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Cláudio Humberto

Confira os destaques da política nacional #CH30122023

.

Por Claudio Humberto | Edição do dia 30/12/2023 - Matéria atualizada em 30/12/2023 às 04h00

 

Foto: DIVULGAÇÃO
PODER SEM PUDOR:  Presentes inúteis

Advogado atuante nos tribunais superiores de Brasília, Werner Becker era vereador de oposição em Porto Alegre, nos anos de chumbo, e vivia às turras com um arenista provocador, Jorge Goularte, um ex-sargento conhecido pela truculência. Certa vez, durante uma discussão no plenário, Goularte tentou ironizar o fato de Becker ser emérito apreciador de uísque:

- Vou oferecer ao senhor algo inútil: um copo de leite!

Werner Becker reagiu na bucha, arrancando gargalhadas gerais:

- E eu vou oferecer a você um livro!

Maior emenda pix a município é de ministro de Lula

Usadas como ferramentas de cooptação de parlamentares do Congresso Nacional, as transferências especiais, conhecidas como “emendas pix”, bateram recorde no primeiro ano do Lula 3, R$ 7,2 bilhões. O município que recebeu a maior quantia individual foi Jangada, Mato Grosso, R$ 28.721.765,00. A emenda pix foi destinada pelo atual ministro da Agricultura, Carlos Fávaro (PSD). O município deu 1.432 votos (15,1%) para Fávaro em 2018. Acabou eleito após cassação de uma candidata.

Cadeira vantajosa

Com assento na Esplanada, o valor liberado para Fávaro é bem superior ao de José Medeiros (PL), segundo no ranking estadual: R$ 7 milhões.

Xilindró

São Luiz (RR) recebeu a segunda maior quantia individual, R$ 26,8 milhões. O autor é o ex-senador Telmário Mota, que está preso.

Chico Cueca

O líder de emendas neste ano é Chico Rodrigues (PSB-RR), flagrado com dinheiro na cueca em 2020 durante batida da PF: R$ 40,4 milhões.

Bem na fita

São Paulo foi o estado que mais recebeu recurso via emenda pix, R$ 646,4 milhões. No valor per capita, Roraima leva a melhor, R$ 343,68.

‘Agro’ é um dos temas menos votados na Câmara

Mesmo sendo responsável por levantar o Produto Interno Bruto (PIB) do País e com poderosa bancada de 339 parlamentares no Congresso, o agronegócio quase foi esquecido nos projetos apreciados pela Câmara dos Deputados neste ano. Foi a segunda área temática menos votada, só seis propostas. Quase empatou com o tema “consumidor”, que teve cinco propostas votadas. Ciência, tecnologia e comunicações é o tema que mais movimentou as votações, 217 propostas analisadas em 2023.

Segue

A lista segue com Política e administração pública (145), Direitos Humanos (84), Saúde (63), Educação, Cultura e Esporte (50).

Lá pelo meio

No meio do bolo estão anseios da população como Trabalho e Previdência (30), Segurança (28) e Economia (22).

Balanço

Os números das 687 propostas votadas foram disponibilizados na transparência da própria Câmara dos Deputados.

Veta, Lula

O senador Eduardo Girão (Novo-CE) puxa campanha para Lula vetar o indecoroso fundão eleitoral de R$ 4,9 bilhões. Mas sem muita esperança: “o próprio governo, no fim das contas, orientou (para aprovar)”.

Barbearia Patriota

Jair Bolsonaro aproveitou passagem por Porto de Pedras (AL) e cortou o cabelo em uma barbearia simples da região. Foi flagrado pelo ex-ministro Gilson Machado, que logo rebatizou a loja como “Barbearia Patriota”.

Janones homenageado

Luiz Lima (PL-RJ) cunhou o termo “janonismo cultural”, para homenagear o colega deputado federal André Janones (Avante-MG). Lima associou o termo a deturpação da realidade, “é falácia do espantalho”, explica.

Me incluam fora

A Argentina não vai nem esquentar cadeira nos BRICS, com entrada prevista para 1 de janeiro. Javier Milei, presidente argentino, mandou carta aos membros do bloco com aviso de retirada do país.

Mais impostos

O senador Sérgio Moro avaliou o pacote de maldade do governo Lula com a reoneração da folha: “o ano de 2023 termina como começou, com o governo Lula querendo mais impostos”, analisou o parlamentar.

Fila no STF

Psol e Rede Sustentabilidade também procuraram o STF para questionar a derrubada do veto de Lula ao marco temporal. A oposição já tinha acionado a corte, mas para garantir a queda do veto.

Décadas de PT

Ciro Nogueira (PP) chama de vergonha nacional resultado na educação do Piauí, com 14,8% de analfabetos. Diz que é consequência de 20 anos de governos petistas: “Wellington Dias e seus companheiros no poder”.

Sobrou o buzão

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) resgatou fala de Lula, quando disse que o pobre voltaria a andar de avião, ao compartilhar que passagens aéreas estão 48,11% mais caras. É a maior alta em 12 anos.

Mais matérias
desta edição