app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Cláudio Humberto

Confira os destaques da política nacional #CH30012024

.

Por Claudio Humberto | Edição do dia 30/01/2024 - Matéria atualizada em 30/01/2024 às 04h00

 

Diretor comercial da Casa Premium Acabamentos, FERNANDO GINELI SERAFIM participa do Preview Dexco 2024, em São Paulo.
Diretor comercial da Casa Premium Acabamentos, FERNANDO GINELI SERAFIM participa do Preview Dexco 2024, em São Paulo. - Foto: DIVULGAÇÃO
PODER SEM PUDOR: PAPO DE PRINCIPIANTE

Jânio Quadros era prefeito de São Paulo, em 1988, e começou a articular sua sucessão. Pediu para o deputado Gastone Righi (PTB) promover um encontro com o apresentador Sílvio Santos. Antes do almoço, na casa de Righi, Jânio quis saber como Sílvio planejava lidar com os vereadores. “Simples. Os vereadores foram eleitos pelo povo, e como só vou mandar projetos de interesse do povo, eles vão aprovar tudo. Vai ser tranquilo.”

Percebendo a ingenuidade de Silvio, Jânio apenas respondeu: “Gastone, meu bem, seria bom mandar servir o almoço...” E não se falou mais no assunto.

AUDIÊNCIA DE BOLSONARO ARRASA LULA NO YOUTUBE

O canal de Lula (PT) no Youtube ficará desligado nesta terça (30) porque a audiência pífia decretou seu fim. A “Conversa com o Presidente” não despertou interesse dos brasileiros. Já o antecessor e adversário Jair Bolsonaro (PL), oficialmente derrotado pelo petista nas eleições, atraiu 800 mil visualizações durante a transmissão de sua live, realizada quase de surpresa, e na noite desta segunda (29) a gravação já tinha sido vista por quase 2,2 milhões de pessoas. Uma humilhação sem precedentes.

SEM CHANCES

Enquanto lives de Lula em seu canal atraíam apenas 2 mil ou 3 mil pessoas, a “bandeirada” das lives de Bolsonaro sempre foi de 500 mil.

FÓRMULA FRACASSOU

Lula escolheu Marcos Uchoa, bom jornalista que foi da TV Globo, claro, como seu “entrevistador particular”. A fórmula não deu certo.

SURRA OMITIDA

A operação da PF contra Carlos Bolsonaro, ontem, fez desaparecer ou reduziu muito a repercussão da “surra” de audiência do ex-presidente.

NÃO PASSA

A Câmara contabiliza 20 medidas provisórias de Lula que podem trancar a pauta de votações nos próximos meses. E uma, a tentativa do governo do PT de ressuscitar a oneração da folha de 17 setores, tem “impasse”.

PREOCUPAÇÃO SELETIVA

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que fez voto de silêncio sobre tabefes aplicados no Congresso, decidiu exigir a lista de políticos que seriam monitorados por Ramagem & cia. Mas fez constrangedor silêncio sobre 18 oposicionistas supostamente na alça de mira do STF.

SAMBANDO NO SENADO

Membros da oposição como o senador Rogério Marinho (PL-RN) têm reunião marcada com Rodrigo Pacheco, mas só na semana que vem, pré-carnaval, para tratar de ações da PF contra parlamentares.

AGÊNCIAS DE FÉRIAS

Ativistas devem ter amanhecido hoje com a boca torta, após mentirem muito nas “notícias” sobre a caçada aos Bolsonaro. De “fuga pelo mar” a “computador da Abin apreendido com Carlos Bolsonaro”, teve de tudo. Só não teve “agências verificadoras” apontando fake news.

CUIDADO

Alvo da PF na semana passada, o deputado Ramagem não reagiu nas redes sociais após a ação da PF contra o vereador Carlos Bolsonaro. “Vai reagir como, sem celular?!” ironizou um assessor parlamentar.

MAIS CUIDADO

Outro alvo da PF nos últimos dias, o líder da oposição, deputado Carlos Jordy (PL-RJ), se limitou a denunciar fake news em torno da apreensão de suposto “computador da Abin”, sem comentar detalhes, nem mérito.

PENSANDO BEM...

...na terra da lei do olho por olho, caolho também será vítima.

Mais matérias
desta edição