app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5691
Coluna Religião Na Igreja Batista Ágape haverá cultos pela manhã e à tarde, neste domingo, durante o DIP, cujo tema é “Cristãos Presos”

DIP: Domingo da Igreja Perseguida na IB Ágape

Várias igrejas no Brasil e no mundo realizam neste dia 30 o culto em homenagem aos cristãos presos por expressarem a fé em Jesus Cristo

Por Fernanda Medeiros | Edição do dia 29/05/2021 - Matéria atualizada em 29/05/2021 às 04h00

Neste domingo (30), várias igrejas evangélicas espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, cadastradas na Missão Portas Abertas, estarão realizando o culto denominado DIP, que significa Domingo da Igreja Perseguida, e que este ano tem como tema: "Cristãos Presos", que fala sobre os cristãos que estão presos na Coreia do Norte, na Eritreia (África Oriental) e no Irã, países cujas igrejas e cristãos têm sofrido perseguições severas por seguirem Jesus, pregarem o Evangelho, e que, muitas vezes, estão em isolamento, enfrentando maus-tratos, vivendo em péssimas condições e que tanto precisam de orações.

Na Igreja Batista Ágape Cristã, no Conjunto Graciliano Ramos, parte alta de Maceió, haverá dois cultos: pela manhã, às 9 horas, com a consagração, e às 19 horas. À noite, inclusive, haverá a apresentação da peça teatral "A Prisioneira 42", baseada na história verídica de uma cristã norte-coreana que esteve presa na Coreia do Norte, país número 1 da Lista Mundial da Perseguição.

O culto terá a ministração da Palavra de Deus a cargo da missionária Milene, da Igreja Batista Ebenézer, no Benedito Bentes, também na parte alta de Maceió. No ano passado o evento não foi realizado por causa da pandemia da Covid-19. Mas este ano a data escolhida foi 30 de maio. A IB Ágape tem a liderança espiritual dos pastores Erico Moura e Antônio Santos.

Uma das formas de perseguição religiosa é quando cristãos são presos, interrogados e, por várias vezes, torturados por se recusarem a negar a Jesus. A prisão de cristãos por causa da fé não é uma estratégia recente. Durante 300 anos, a igreja no Império Romano sofreu inúmeras ondas de perseguição e opressão, até o imperador Constantino decidir adotar o cristianismo como religião oficial no ano de 313 d.C.

PORTAS ABERTAS E DIP

É para socorrer e fortalecer o corpo de Cristo que a Missão Portas Abertas atua há 65 anos em mais de 60 países onde há algum tipo de proibição, condenação ou ameaça à vida de cristãos ou à liberdade de crer e expressar a fé em Cristo. O apoio é feito por meio de distribuição de Bíblias e materiais cristãos, treinamentos, ajuda socioeconômica e presença para que esses cristãos sejam fortalecidos e tenham condições de lidar com a perseguição de modo bíblico e também servir e levar as boas-novas as suas comunidades.

Já o Domingo da Igreja Perseguida (DIP) não é apenas um evento, mas, sim, um grande movimento de intercessão em prol dos cristãos perseguidos. Foi idealizado pelo Irmão André, fundador da Portas Abertas, para que os cristãos que vivem em liberdade lembrem-se dos perseguidos. O objetivo do DIP é, justamente, fortalecer os cristãos perseguidos por meio da oração.

Mais matérias
desta edição