app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Economia

D�lar fecha em alta pelo segundo dia consecutivo

O dólar comercial fechou em alta nesta terça-feira, pelo segundo dia consecutivo. A moeda norte-americana terminou o dia vendida por R$ 3,100 (compra a R$ 3,098) pela taxa do Banco Central. A alta em relação ao valor do fechamento de segunda-feira é de 1,

Por | Edição do dia 04/09/2002 - Matéria atualizada em 04/09/2002 às 00h00

O dólar comercial fechou em alta nesta terça-feira, pelo segundo dia consecutivo. A moeda norte-americana terminou o dia vendida por R$ 3,100 (compra a R$ 3,098) pela taxa do Banco Central. A alta em relação ao valor do fechamento de segunda-feira é de 1,24%. O índice Bovespa , principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou em queda de 2,34%, em um dia negativo também nas principais bolsas internacionais. O analista Sérgio Machado, do Banco Fator, explicou que ninguém quer trazer dinheiro para o país a um mês da eleição. O Banco Central vendeu nesta terça-feira US$ 50 milhões em linhas para financiar exportações, sob as novas regras anunciadas na semana passada. Foram vendidos, segundo o BC, todos os dólares ofereceidos, em linhas de seis meses, e a demanda alcançou US$ 123,5 milhões. A taxa pela qual os bancos devem devolver os recursos ao BC, em reais, ficou em 4% ao ano. Risco A forte queda dos mercados norte-americanos -só o índice Dow Jones, da Bolsa de Valores de Nova York, perdeu 4,10%- influenciou também o mercado de títulos da dívida de países emergentes, sobre o qual opera o risco-país Com isso, o risco brasileiro subiu 5,87% e fechou ontem a 1.729 pontos, retornando à quarta posição do ranking de maiores riscos do mundo. Na semana passada, o Brasil havia sido superado pelo Equador, que hoje fechou com 1.727 pontos. O mercado norte-americano reagiu com pessimismo onotem ao índice ISM (Instituto de Gerenciamento de Fornecimento, antigo NAPM), que em agosto se manteve no mesmo patamar de julho, 50,5 pontos, e frustrou a expectativa dos analistas, embora, por estar acima dos 50 pontos, indique expansão da atividade industrial.

Mais matérias
desta edição