app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Economia

Dieese: sal�rio m�nimo deveria ser de R$ 1.168

O valor do salário mínimo deveria ter sido de R$ 1.168,92 em agosto, ou seja, 5,8 vezes superior ao mínimo vigente, que é de R$ 200, segundo pesquisa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Esse valor, de acordo c

Por | Edição do dia 04/09/2002 - Matéria atualizada em 04/09/2002 às 00h00

O valor do salário mínimo deveria ter sido de R$ 1.168,92 em agosto, ou seja, 5,8 vezes superior ao mínimo vigente, que é de R$ 200, segundo pesquisa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Esse valor, de acordo com o Dieese, foi calculado com base na cesta básica mais cara, verificada no mês passado em Porto Alegre (R$ 139,14), e levando em conta o preceito constitucional que estabelece que o salário mínimo deveria ser suficiente para a manutenção de um trabalhador e de sua família, suprindo gastos com alimentação, moradia, educação, saúde, higiene, transporte, vestuário, lazer e previdência social. Em agosto, a jornada necessária para que o trabalhador que ganhava um salário mínimo conseguisse adquirir a cesta básica foi de 133 horas e 43 minutos. No mês anterior, para a mesma aquisição, foram necessárias 131 horas. Em agosto de 2001, o tempo de trabalho necessário era de 133 horas e 47 minutos, semelhante ao atual. Cesta Apenas uma, das dezesseis capitais onde o Dieese realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, apresentou, em agosto, redução no preço da cesta básica. A queda foi registrada em Natal (-2,32%). Nas demais capitais, as maiores elevações ocorreram em Aracaju (6,96%), Salvador (4,59%) Fortaleza (3,50%) e João Pessoa (3,29%). O maior valor da cesta foi observado em Porto Alegre. Os menores valores foram apurados no Nordeste. Em João Pessoa, o preço da cesta ficou em R$ 107,84, em Salvador, R$ 108,69, em Recife, R$ 109,83 e em Natal, R$ 110,62.

Mais matérias
desta edição