app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Economia

D�lar fecha a R$ 3,15 em alta pelo 4� dia seguido

O dólar registrou ontem sua quarta alta consecutiva - a moeda subiu em todos os dias de setembro até agora - e fechou cotado a R$ 3,152 para venda, 1,18% mais caro do que ontem. As sucessivas ações do Banco Central nesta quinta-feira mais uma vez foram s

Por | Edição do dia 06/09/2002 - Matéria atualizada em 06/09/2002 às 00h00

O dólar registrou ontem sua quarta alta consecutiva - a moeda subiu em todos os dias de setembro até agora - e fechou cotado a R$ 3,152 para venda, 1,18% mais caro do que ontem. As sucessivas ações do Banco Central nesta quinta-feira mais uma vez foram suficientes apenas para conter, e não reverter, a alta, alimentada pelo quadro pré-eleitoral e pela queda nos mercados internacionais. O BC confirmou nesta tarde que interveio no mercado de câmbio vendendo dólares à vista para reduzir a pressão sobre as cotações. Segundo operadores, a ação teria ocorrido durante a manhã. Além disso, a autoridade monetária vendeu mais US$ 52,5 milhões, de US$ 70 milhões ofertados, em linhas de crédito à exportação, e já rolou 36% de uma dívida de cerca de US$ 2 bilhões que vence na próxima quarta-feira. Mas as ações conseguiram no máximo conter o nervosismo do mercado, que está atento ao quadro eleitoral e às turbulências externas. Temor A expectativa de um forte desaquecimento da economia dos Estados Unidos continua preocupando os investidores de todo o mundo. Somado a isso, está o temor de uma intervenção militar no Iraque e os alertas das empresas, que voltaram a reduzir as estimativas de lucro para o próximo trimestre. No Brasil, a Bovespa amargou baixa pelo quinto dia consecutivo. O principal índice da Bolsa paulista encerrou o dia em queda de 2,73%. A iminência de uma guerra entre EUA e Iraque deixa o investidor com medo redobrado em aplicar seu dinheiro em países emergentes, como o Brasil. Na Bolsa de Nova York, o índice Dow Jones fechou em queda de 1,68%, aos 8.283,70 pontos. Na Bolsa eletrônica Nasdaq, o principal indicador da Bolsa recuou 3,19%, para 1.251,10 pontos.

Mais matérias
desta edição