app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Economia

Aumento do consumo de �lcool anima produtores

Primeira indústria do setor sucroalcooleiro de Alagoas a moer na safra 2002/03, a destilaria da Cooperativa Pindorama espera aumentar em mais de 30% a produção em relação à moagem anterior, quando esmagou cerca de 400 mil toneladas de cana-de-açúcar. O

Por | Edição do dia 15/09/2002 - Matéria atualizada em 15/09/2002 às 00h00

Primeira indústria do setor sucroalcooleiro de Alagoas a moer na safra 2002/03, a destilaria da Cooperativa Pindorama espera aumentar em mais de 30% a produção em relação à moagem anterior, quando esmagou cerca de 400 mil toneladas de cana-de-açúcar. O otimismo na safra atual é reforçado com a recuperação dos preços do álcool, que voltou a subir, nas últimas duas semanas, depois que começaram a se confirmar as previsões de que o volume da safra paulista será menor do que era esperado pelo mercado. “Investimos bastante na lavoura nos últimos dois anos, com o plantio de mais de três mil hectares de cana e também fizemos investimentos na indústria porque acreditamos no álcool como alternativa econômica”, diz o presidente da cooperativa, Klécio dos Santos. O otimismo de Klécio, assim como o de outras lideranças do setor, aumentou depois que o governo anunciou, na semana passada, novas medidas de incentivo à produção de álcool no País, já batizadas de novo proálcool. Também otimista, o diretor-técnico da Associação dos Fornecedores de Cana de Alagoas (Asplana), Edvaldo Tenório, aposta muito mais na escolha do consumidor pela economia do que nas medidas governamentais. “O consumo de álcool tem aumentado nas bombas porque o consumidor está procurando economizar”, afirma. “Com o aumento do consumo do álcool, todos saem ganhando. Nós vamos poder produzir mais cana e gerar mais empregos”, ressalta.

Mais matérias
desta edição