app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Economia

IGPM tem alta de 2,4%, a maior desde 1999

A disparada do dólar nas últimas semanas puxou novo recorde na inflação medida pelo Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) no mês de setembro. A taxa ficou em 2,40% no período, a maior desde março de 1999, dois meses após a maxidesvalorização do Real,

Por | Edição do dia 27/09/2002 - Matéria atualizada em 27/09/2002 às 00h00

A disparada do dólar nas últimas semanas puxou novo recorde na inflação medida pelo Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) no mês de setembro. A taxa ficou em 2,40% no período, a maior desde março de 1999, dois meses após a maxidesvalorização do Real, quando bateu em 2,83%. Calculado com base nos preços coletados ainda no atacado, o IGP-M é o primeiro índice mensal fechado e costuma sair pouco menos de uma semana antes da virada de mês. O IGP-M de setembro, por exemplo, foi calculado com base nos preços coletados entre 21 de agosto e 20 de setembro. Em agosto último, o índice havia ficado em 2,32%, até então o maior desde agosto de 2000 (2,39%). No ano, o IGP-M já acumula alta de 10,54%. No mesmo período do ano passado, a taxa havia chegado a 7,67%. Nos últimos 12 meses, o índice acumulou variação de 13,32%. O aumento dos preços atingiu os produtos vendidos tanto no atacado quanto no varejo, onde a maior alta ficou com os alimentos. Os preços no atacado, medidos pelo Índice de Preços no Atacado (IPA), dispararam 3,43% e também atingiram a maior taxa registrada desde março de 1999, quando o percentual de alta havia sido de 4,16%.

Mais matérias
desta edição