app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Economia

Consumidor tenta fugir do aumento da gasolina

O provável aumento no preço dos combustíveis (principalmente gasolina), que dever ser anunciado logo após as eleições, está estimulando consumidores e donos de postos em Alagoas a buscar alternativas para evitar o prejuízo. Para muitos, apesar de o aume

Por | Edição do dia 16/10/2002 - Matéria atualizada em 16/10/2002 às 00h00

O provável aumento no preço dos combustíveis (principalmente gasolina), que dever ser anunciado logo após as eleições, está estimulando consumidores e donos de postos em Alagoas a buscar alternativas para evitar o prejuízo. Para muitos, apesar de o aumento ainda não ter entrado em vigor, as medidas preventivas devem ser tomadas o quanto antes. Para o aposentado Ivan Barsand, reduzir o número de abastecimentos e otimizar os caminhos utilizados diariamente continuam sendo as soluções mais viáveis para os proprietários de carros. “Enquanto o governo não incentivar o Proálcool, grandes percursos só devem ser feitos em casos de extrema necessidade”, enfatizou. “Atualmente divido as despesas da gasolina com mais três amigas, para ir à universidade”, destacou a estudante Paula Moraes, explicando que enquanto se preparam para enfrentar o reajuste dos combustíveis, ela e as amigas revezam de veículo. “Cada semana vamos no carro de uma”, acrescentou. A maioria dos donos de postos afirma que a fidelidade continua sendo a maior arma para enfrentar o reajuste. “Tentamos garantir a preferência do cliente e realizamos várias promoções”, ressaltou a gerente do Posto Stella Maris, Ieda Ferreira, complementando que, por enquanto, o estabelecimento não apresentou queda no faturamento. “Isso só poderá ser observado daqui a alguns dias, quando for anunciado o aumento”, justificou. Já os frentistas destacam que, diante da tentativa de economizar, os motoristas estão deixando de pensar no veículo. “Eles estão optando em colocar metade álcool e metade gasolina, e isso prejudica o carro”, salientou o responsável pela pista do posto, conhecido por “Neto”.

Mais matérias
desta edição